Erik chegou na reta final do Campeonato Brasileiro e logo assumiu condição de titular do time. Um dos destaques do Botafogo, o atacante está nos planos da diretoria para 2019. A situação, no entanto, será decidida pelo Palmeiras, com quem o jogador tem contrato até o fim de 2020. Segundo apuração do UOL Esporte, o Alviverde não deverá criar dificuldades para que ele fique em General Severiano.

Erik faz parte de um grupo de jogadores do Palmeiras que voltarão de empréstimo e não deverão ser aproveitados. Dessa forma, as portas ficam escancaradas para a manutenção do atleta. O Botafogo quer, e o atacante também. Caso o time paulista não mude de ideia, uma reunião no fim do Brasileirão deverá selar o acordo sem grande dificuldade.

Para o Alvinegro, a definição dessa situação é importante, já que deixa o clube com mais tempo para fazer um planejamento mais detalhado e com menos erros. Além de Erik, o Botafogo também terá outros atletas para tentar a renovação.

É o caso de Brenner, que vê o contrato terminar no fim do ano. O atacante já mostrou interesse de ficar. O Botafogo, por sua vez, ainda tem dúvidas. Por mais que o jogador tenha tido boas atuações ao longo da temporada, o clube esperava mais gols do jogador, ainda mais nessa reta final de Brasileirão.

Isso porque ele foi titular na ausência de Kieza, mas não balançou as redes. Justamente o oposto de Erik, que conseguiu corresponder no momento em que o time mais precisava. Os gols marcados contra Vitória e Flamengo trouxeram pontos importantes na luta contra o rebaixamento.

Com a vitória sobre o Flamengo, o Botafogo chegou aos 41 pontos, pulou para a 12ª posição e deu importante passo na luta contra o rebaixamento. O Alvinegro tenta emplacar a terceira vitória seguida para se garantir de vez na elite do futebol brasileiro. O desafio é contra a Chapecoense, em Santa Catarina.

Fonte: UOL