Parceiro não paga 20% de Dória e BMG endurece acordo

Compartilhe:

Um grande imbróglio ainda envolve a recente compra de 20% dos direitos econômicos de Dória por parte do Botafogo. O grupo de investidores que se comprometeu a ajudar o Glorioso a pagar integralmente o valor da negociação está em dívida com o Banco BMG – antigo dono do percentual – e terá de arcar com uma multa de R$ 440 mil para ficar com o defensor.

Nos bastidores, o BMG ameaça romper o acordo se não receber a quantia nos próximos dias, algo que colocaria em xeque a permanência do jogador.

Os investidores que trabalham ao lado do Botafogo tinham até 2 de julho para fazer o pagamento de cerca de R$ 4,7 milhões. Esse grupo, porém, tinha pedido a prorrogação do prazo para realizar o depósito, se comprometendo a liquidar a dívida até a última segunda-feira, pagando ainda uma multa de R$ 140 mil. Contudo, o tempo expirou e o débito aumentou para R$ 440 mil, em razão de um acordo feito previamente.

O Banco BMG pressiona para receber o dinheiro e diz ao outro grupo que poderá recuperar os 20% de Dória, desfazendo o negócio. Além disso, o próprio banco poderia retomar as forças para pagar a multa rescisória do zagueiro e assim tirá-lo do Botafogo em breve.

Por outro lado, o grupo de investidores parceiro do Botafogo garante que fará o depósito do valor referente aos 20% dos direitos econômicos de Dória e também pagará a multa de R$ 440 mil ao BMG até quinta-feira. Esse mesmo grupo também não crê que o banco tenha poderes legais para cancelar o negócio, no entanto está focado em fechar as pendências.

Dória, de 18 anos, é um dos jogadores mais valiosos do elenco alvinegro. O defensor já foi alvo de cobiça de clubes como Barcelona (ESP), Juventus (ITA), Benfica (POR) e Porto (POR).



Fonte: Lancenet!
Comentários