O técnico Paulo Autuori foi lacônico ao comentar sobre a desistência do Botafogo de contratar a estrela Yaya Touré, anunciado pelo candidato à presidência do Vasco Luiz Roberto Leven Siano. O treinador alvinegro revelou que conversou com o marfinense no início das negociações, mas nunca se preocupou muito com o assunto.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

Não costumo perder o foco do essencial, o essencial é a nossa realidade. Não sou sócio do clube do “se”. Quando conversei com o Yaya, logo no início, foi com o intuito de explicar a realidade do Brasil, do Rio de Janeiro, dizer como é o Botafogo, a história, e saber do interesse dele de vir. De lá pra cá não me preocupei com isso – afirmou Autuori, na entrevista coletiva online organizada pelo clube.

Mais do que um técnico no Botafogo, Paulo Autuori deu como “assunto encerrado” o caso Yaya Touré.

– Desistindo ou não é o mesmo, vamos trabalhar dentro da realidade, valorizando aquilo que eu tenho. É um assunto completamente ultrapassado. Temos muitas coisas a pensar, não tenho como perder o foco naquilo que é essencial. Vamos em frente, minha preocupação é com o grupo que tenho – concluiu.

Fonte: Redação FogãoNET