A administradora do Maracanã tem a intenção de negociar um contrato com a nova diretoria do Vasco para aumentar a sua presença no campo em 2015. O clube ainda não tem uma posição definida sobre o assunto. A intenção da gestora é que os vascaínos, com muito melhor público, substituam o Botafogo, que tem tido jogos esvaziados. Ou seja, trocaria quem caiu por quem subiu.

No Brasileiro da Série B, o Vasco jogou a maior parte das vezes em São Januário, mas atuou nas grandes partidas no Maracanã. Para esses jogos, foram feitos contratos pontuais por compromisso. E o resultado deixou bastante satisfeitos os gestores do estádio. Poderia assim ser uma segunda força depois do Flamengo, principal arrecadador da arena.

Na avaliação da concessionária do Maracanã, o ideal seria que o time vascaíno jogasse entre 5 e 10 partidas do Brasileiro da Série A no estádio. Além dos clássicos, jogos envolvendo grandes como São Paulo, Corinthians e Cruzeiro poderiam ser realizados no local. E, com um contrato mais longo, o Vasco obteria condições melhores.

O blog tentou ouvir o novo presidente do vascaíno, Eurico Miranda, que não foi encontrado. Seus correlegionários indicam que um eventual acordo será avaliado quando for proposto, de acordo com o momento do clube.

Enquanto pensa em atrair o Vasco, a gestora do Maracanã não lamenta a saída do Botafogo caso este recupere o Engenhão. Apesar do contrato longo com o clube, a maioria de seus jogos vinha dando prejuízo pela baixa presença de público, o que pode se agravar com o rebaixamento.

Na quarta-feira, há uma reunião marcada entre as diretorias do Vasco, do Fluminense e o Maracanã. O blog não conseguiu descobrir o motivo do encontro. Quando assinou com o estádio, o clube tricolor ficou com o lado da arquibancada que tradicionalmente era ocupado pelos rivais vascaínos, que ficaram revoltados. Mas não há certeza se esse tema será discutido.

Fonte: UOL