Pôster na parede, Josimar e mulher alvinegra: a ligação de Seedorf com o Botafogo

Compartilhe:

ELE AMA O TIME QUE JOGA

A chegada de Seedorf ao Botafogo pode ter surpreendido a muitos, mas, para quem conhece o jogador, parece escrita nas estrelas – ou na estrela, solitária. Quando era criança, no Suriname, Seedorf tinha um pôster do Botafogo colado na parede de seu quarto. Aos 10 anos, chorou com a eliminação do Brasil na Copa do Mundo, em 1986 – e uma das principais lembranças que tem da época é justamente a dos dois gols do lateral-direito Josimar, então no Botafogo, na Copa.

No fim dos anos 90, casou-se com uma brasileira, Luviana, torcedora alvinegra. O que, junto com sua facilidade para línguas, explica seu português fluente – ele também fala inglês, francês, espanhol, italiano e, claro, holandês. Foi Luviana quem incentivou o craque a vestir a camisa do Botafogo. Por ela Seedorf saiu da Europa, continente adotado há mais de 20 anos, e voltou à América do Sul.

Seedorf vive no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro, com a mulher e seus quatro filhos – as meninas Jusy, Darjaene, Jaysyley e o caçula Denzel. Não precisou correr atrás de moradia quando assinou com o Botafogo. O apartamento já era dele havia alguns anos. Era para lá que ele e sua família corriam nas férias e festas de fim de ano. Seedorf se sente tão local que anda pelo bairro de bicicleta e volta da praia de ônibus. Gente como a gente. Mas com grana e uma vontade enorme de resguardar sua imagem. Prefere jantares discretos em família e com amigos íntimos em restaurantes estrelados como o Fasano.
SAMBA E AMOR

Foi pela alvinegra Luviana que Seedorf assinou com o Botafogo. Criada em Realengo, a brasileira de 37 anos teve a oportunidade de viajar para a Europa quando ainda era uma menina de 17. Passista de um grupo de samba e pagode, participou de uma turnê com o grupo em 1993. Seedorf, então no Ajax, assistiu a um show do grupo em Nápoles. Trocaram contatos e se encontraram em Roma. um ano depois, novo encontro. O romance, então, desabrochou.

É o que conta Jorginho Estrela Negra, líder do grupo Estrela Negra, do qual Luviana fazia parte com outras duas passistas. A moça era um furação no palco. Fora dele, era discreta, reservada. Perfeita para Seedorf, um sujeito que prefere manter sua vida pessoal e sua família fora dos holofotes.

“O negócio com eles foi amor à primeira vista. E o Seedorf é o que é 80% por causa dela. É uma mulher muito centrada, que se dedica a cuidar dele e das crianças. Participa de tudo na vida dele, a cumplicidade é muito grande. É uma mulher também muito emotiva. E Seedorf é romântico, canta para ela”, revela Jorginho, garantindo que a moça “samba pra caramba”.

Luviana saiu de Realengo, conheceu o mundo. Sua família também saiu, hoje mora na Barra da Tijuca ou no Recreio. Mas o samba não saiu de Luviana. Seedorf pode gostar de reggae e Bob Marley. Mas Luviana, quando pode, vai à quadra do Salgueiro, sua escola de coração. Também tem carinho pela Mocidade Independente de Padre Miguel. É fã de Neguinho da Beija-Flor, que foi até contratado por Seedorf para cantar para sua mulher numa festa-surpresa, na Itália.

“Era aniversário deles, de casamento, acho. Não lembro se em 2004 ou 2005. Cantei “Negra Ângela”, a música favorita dela. E o Seedorf também soltou a voz, cheio de sotaque, cantando: “Sou Beija-Flor e o meu tambor/ Tem energia e vibração / Vai ressoar em São Luiz do Maranhã”, conta Neguinho, referindo-se ao samba-enredo de 2001 da escola de samba de Nilópolis, “A Saga de Agotime, Maria Mineira Naê”.

Na casa de Seedorf havia todos os instrumentos de percussão imagináveis. Neguinho ficou para o almoço do dia seguinte. “Eles são gente do povo, pessoas que vieram do nada, que sabem o que é ter dificuldade na vida”, comenta o puxador de samba da Beija-Flor.

Em sua página no facebook, na qual usa o sobrenome de solteira, Luviana mostra mais uma vez que está totalmente em sintonia com o marido. Seedorf é altamente preocupado com o que come e bebe – tem impressionantes 5% de gordura corporal, o menor percentual de todo o elenco do Botafogo, além de ser o atleta com a maior massa muscular da equipe. Já sua mulher faz parte de uma única comunidade na rede social: Siamo Ciò Che Mangiamo [Somos o que comemos], em que se discute alimentação saudável.

Na foto do perfil, está abraçada a dois dos filhos. Além dessa, as outras únicas fotos acessíveis para quem não faz parte da rede de amigos da moça no Facebook são uma dela com Seedorf e outra com Malika El Hazzazzi, mulher de Adriano Galliani, vice-presidente e diretor-executivo do Milan. Em ambas, Luviana está elegante e decotada em edições do Milan Fashion Week, mostrando que engravidar de quatro filhos não a fez perder a forma.

Fonte: Placar

Comentários