O primeiro passo para a revitalização do Caio Martins, estádio do Botafogo localizado em Niterói, já está chegando ao fim. A reforma do gramado do estádio está quase concluída. O presidente Carlos Eduardo Pereira falou com exclusividade à reportagem da Super Rádio Tupi, afirmou que em julho as divisões de base vão poder voltar a trabalhar novamente no estádio, em condições melhores.

“Para nós é uma alegria muito grande. É o primeiro passo que a gente dá no sentido de recuperação do Caio Martins. O gramado estava em péssimas condições. É lá que as nossas equipes de base concentram boa parte de suas atividades. Houve a possibilidade de fazer a reforma completa do gramado, estendendo a área para parte atrás dos gols. A previsão é de que na próxima terça o espaço esteja concluído. Vamos ter um período pequeno de adaptação da grama. Mas estamos próximos, para no mês de julho, as divisões voltarem ao trabalho no estádio, em condições muito melhores.”

Ano que vem, nas Olimpíadas, o Botafogo não vai poder contar com o estádio Nilton Santos e Maracanã. O dirigente falou que estão estudando a possibilidade do estádio Caio Martins receber jogos da equipe principal.

“Sabemos das dificuldades previstas para 2016, tivemos um orçamento, ainda embrionário, da recuperação completa do estádio, que envolve arquibancada, sistema de iluminação e outras obras internas. O estádio tem a limitação de possibilidade de jogos. Existe uma ação da associação dos moradores do entorno, que é um outro aspecto a ser superado. Mas a diretoria do Botafogo está estudando a possibilidade do clube voltar a jogar no Caio Martins. O Estado do Rio precisa de um estádio com capacidade de médio porte, em que os clubes possam atuar em uma região de fácil acesso, cidade ao lado do Rio de Janeiro. Porém, temos que conversar com o governo, prefeitura de Niterói, e a associação para que consiga um acordo.”

Carlos Eduardo Pereira confirmou que depois que o gramado do Caio Martins estiver pronto, há a possibilidade de jogos da base serem realizados no estádio, e sonha também em fazer jogos em General Severiano, sede do clube.

“A partir do final de julho acredito que a gente possa fazer jogos lá. Em paralelo, o gramado de General Severiano também está sendo recuperado. Vamos voltar a ter grama natural. É um sonho antigo meu que o Botafogo volte a fazer partidas da base na sede.”

A diretoria tem como estimativa do preço da obra do Caio Martins em torno de 10 milhões de reais.

Fonte: Super Rádio Tupi