O Botafogo ficou mais distante de um acerto com os meias Ricardinho, do Ceará, e Camilo, da Chapecoense, de acordo com o site Lancenet. Em relação ao primeiro, o Glorioso entrou em contato com seu empresário duas vezes, mas não houve acordo e as conversas não avançaram nas últimas semanas. A permanência do Vozão na Série B é outro empecilho, bem como a multa rescisória (R$ 1,5 milhão) e o interesse de outros clubes, como o Vitória.

Em relação a Camilo, o empresário e o pai do jogador se reuniram com Antônio Lopes, gerente de futebol do Botafogo, há algumas semanas, mas não chegaram a um acordo. O Alvinegro considerou a pedida salarial alta, e o negócio é complicado.

Fonte: Lancenet