O técnico Ricardo Gomes afirmou nesta sexta-feira que ainda tem uma dúvida para escalar o Botafogo no segundo jogo da final do Campeonato Carioca, neste domingo, diante do Vasco, no Maracanã. Ele explicou que como Gegê perdeu alguns treinos nesta semana em razão de dores musculares, pode ver a sua vaga no meio-de-campo ficar com Gegê.

“Não tem muito o que mudar agora. O Gegê ficou dois dias com dores musculares, testei o Fernandes. Então a dúvida está entre esses dois jogadores”, afirmou Ricardo Gomes após o treinamento desta sexta-feira do Botafogo, também descartando a escalação do volante Airton, recém-recuperado de uma lesão.

Assim, com essa dúvida, o Botafogo que vai encarar o Vasco terá a seguinte formação: Jefferson; Luis Ricardo, Carli, Emerson Silva, Diogo Barbosa; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Gegê (Fernandes) e Leandrinho; Salgueiro e Ribamar.

Alvo de elogios em razão do padrão tático do Botafogo, o que levou o time a se classificar para a decisão do torneio estadual mesmo sem ter um elenco com vários jogadores renomados, Ricardo Gomes destacou que isso não será suficiente para o time faturar o título. Para ele, a equipe precisará ter uma atuação inspirada.

“É verdade que na parte tática temos um padrão. Mas tática não ganha nada. O Vasco também é organizado. O que vale é a inspiração dos jogadores. Espero que no domingo nossos atletas estejam inspirados e façam a diferença nessa final”, disse.

Após ficar quatro anos afastado do futebol por problemas de saúde, Ricardo Gomes voltou a trabalhar em 2015 e foi campeão da Série B do Campeonato Brasileiro pelo Botafogo. Agora ele pode faturar o título estadual e admite estar empolgado com esse momento especial.

“Um título em um grande clube é o que tem de melhor. Por isso estamos aqui. Apesar da desvantagem, como aconteceu contra o Fluminense, estou esperançoso para domingo. O Vasco tem um meio-campo experiente, diferente do nosso. Mas estamos com muita vontade e sabendo o que fazer em campo para ser campeão”, comentou.

Derrotado por 1 a 0 pelo Vasco no último fim de semana, o Botafogo precisa de um triunfo por dois gols de diferença para ser campeão estadual. Caso vença por um gol de diferença, a definição do título sairá na disputa de pênaltis.

Fonte: Folha Vitória