Vice-presidente comercial e de marketing do Botafogo, Ricardo Rotenberg recebeu críticas pela forma pública como conduziu a negociação com Yaya Touré, anunciado pelo candidato à presidência do Vasco, Leven Siano. O dirigente, que costurou a vinda de Honda e falou em nomes como Robben, Ricardo Quaresma e Kalou, garantiu que vai mudar de postura.

Em entrevista ao site “Globoesporte.com”, Rotenberg, membro do Comitê Executivo de Futebol, falou sobre a mudança.

– De agora em diante é boca costurada – afirmou Ricardo Rotenberg, que não quis se aprofundar sobre possível contratação de Obi Mikel.

– Com o Mikel eu tenho uma relação mais direta, mas depois dessa história toda, eu prefiro dizer que vamos caminhar em sigilo seja onde for e com quem for. Depois desse comportamento do Yaya, vamos ver o que muda na cabeça de todos no Botafogo. Tudo em sigilo. A única coisa que fica é o desgaste com os torcedores. Peço desculpas à torcida e, seguindo conselhos dos botafoguenses, nada será divulgado sem que um acordo seja assinado – garantiu o dirigente.

Fonte: Globoesporte.com