Seedorf manda recado a rivais: ‘Podem ficar preocupados’

Compartilhe:

A má fase do Botafogo não assusta Seedorf. Com 20 anos de futebol profissional, passando por Milan e Real Madrid, o holandês reconheceu que o momento não é bom, mas procurou tratar com tranquilidade a sequência de três jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro. O time, apesar da situação, segue na terceira colocação, com 42 pontos, na zona de classificação para a Taça Libertadores.

Seedorf acredita na recuperação do Botafogo e manda um recado para quem ainda terá o Alvinegro como adversário na temporada. O primeiro será o confronto com o Fluminense, quarta-feira, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

– Podem ficar preocupados os adversários, porque a qualquer momento o Botafogo vai voltar a jogar bem. Não duvide disso – avisou Seedorf.

A campanha do Botafogo durante toda a temporada deixa o holandês confiante. Ele lembrou que o time também está nas quartas de final da Copa do Brasil. Além disso, conquistou o Campeonato Carioca, vencendo os dois turnos, o que, segundo ele, demonstra a força do grupo.

– Esse é um ano especial, sim. Estamos pensando jogo a jogo. Ficava na dúvida se o Campeonato Brasileiro era tão equilibrado mesmo e estou vendo que é. Tudo depende do momento em que você enfrenta um adversário. Nossa confiança nada tem a ver com o passado. Nem sei o que é cavalo paraguaio. Já batemos vários recordes e tivemos confiança e humildade para reconhecer que vivemos uma fase na qual precisamos rever algumas coisas – comentou.

A vantagem de 11 pontos que o Cruzeiro abriu na liderança do Campeonato Brasileiro não intimida Seedorf. Ele reconheceu a dificuldade em se alcançar o adversário e elogiou a campanha do clube mineiro, no entanto, diz já ter visto recuperações ainda mais impressionantes.

– Vamos até o fim. Escolhemos isso. Já vi recuperarem 14, 17 pontos e são 42 em jogo. É muito difícil, e se o Cruzeiro continuar com essa pegada vamos tirar o chapéu para eles. O que devemos fazer é vencer o máximo de jogos e não jogar a toalha. É ter coragem de olhar para frente e não ter medo de olhar para trás – disse Seedorf.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários