Atento à crise financeira do Botafogo, o Fluminense assediou o zagueiro André Bahia. Atrás de um jogador para o setor defensivo e diante da possibilidade de trazer um reforço a custo zero, a diretoria consultou o jogador sobre a possibilidade de ele entrar na Justiça para rescindir unilateralmente seu contrato com os alvinegros, o que o permitiria assinar com o Tricolor sem que o clube de General Severiano recebesse nada pela transferência. A iniciativa gerou mal-estar entre os clubes nos bastidores.

André Bahia ainda não completou sete jogos neste Brasileiro pelo Botafogo, o que permite que ele defenda outra equipe da Série A. Questionado se teria sido procurado para saber da possibilidade de fazer negócio, Wilson Gottardo, diretor técnico do Alvinegro, revelou que soube do interesse tricolor pelo próprio zagueiro, que, por estar com salários e direitos de imagem atrasados, pode acionar o clube na Justiça do Trabalho.

– Eu tomei conhecimento disso pelo próprio atleta, que me garantiu que não quer ir. Eu acredito na palavra dele. Estou tranquilo. Ele sabe das dificuldades do clube, mas acredita no trabalho. Ele não vai sair – afirmou.

Questionado se a postura do Fluminense o surpreendeu, Gottardo tratou de ser político:

– Não me surpreendeu a postura do Fluminense. Isso é costume no futebol, mas o Botafogo não está exposto. Contamos com o jogador e ele não deixará o clube.

Diante do mal estar gerado com a tentativa de tirar André Bahia de General Severiano, o Fluminense divulgou nota, não qual garante não ter procurado o jogador e ter consultado o Botafogo antes de negociar com o zagueiro.

“Recebemos a informação de que o atleta estava se desligando do Botafogo através de um acordo e sendo assim manifestamos nosso interesse. Ao consultarmos o Botafogo, fomos informados de que o clube continuava contando com o atleta e, dessa forma, sequer iniciamos negociação com o mesmo”.

Procurados, o vice-presidente de futebol do Fluminense, Mário Bittencourt, e o diretor de futebol Paulo Angioni não atenderam às ligações.

João Filipe não deve mais vir

Sem André Bahia, o Fluminense não deve contratar também o zagueiro João Filipe. O clube das Laranjeiras tinha conversa avançada com o empresário do jogador, Eduardo Uram. Mas o medo de rejeição da contratação fez os dirigentes tricolores refugarem. O próprio agente trata de despistar sobre as tratativas:

– Atualmente, não tem nada entre o João e o Fluminense. Mas o futebol é dinâmico, tudo pode mudar.

Enquanto isso, o Flu segue em busca de reforço para o setor defensivo. O técnico Cristóvão Borges já deixou claro que a vinda de mais um zagueiro, desde a lesão que praticamente tirou Gum da temporada, é prioridade para a sequência do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Extra Online