Eduardo Barroca tem conquistado a torcida do Botafogo com resultados e com estilo de jogo moderno. Internamente, ele conquista o elenco com palavras, motivação e trabalho. O técnico inflamou os bastidores na vitória por 1 a 0 sobre o Vasco, no clássico.

O Botafogo divulgou vídeo sobre a vitória, com destaque para o discurso inflamado do treinador.

– Meu papel não é convocar torcida, é dirigir equipe de trabalho que todo o externo respeite. É conquistar, não convocar. Hoje é dia de vocês jogarem juntos, de sacrifício. De o Fernando olhar e falar “caralho, o Erik está correndo para mim”, de o Gilson falar “caralho, o Luiz Fernando está correndo para mim”, de os caras do meio falarem “caralho, o Diego Souza está sozinho na frente marcando dois, três”.

– Hoje é dia de fazerem diferença individualmente, de ser “fodido”. Coragem é nossa limitação com potencial batido no liquidificador e chega o produto final. É tudo que tem de dentro. Botem para foder. Clássico é difícil, a gente respeita o lado de lá, mas no lado de cá, comigo, vocês têm liberdade para assumir risco. Joguem em casa com protagonismo e coragem, para disputar em cima na tabela. Eu estou dando essa liberdade – discursou Eduardo Barroca.

Autor do gol da vitória, Diego Souza revelou que a dancinha na comemoração com Erik e Cícero foi inspirada em Carlitos Tevez, com uma cumbia. No fim, o presidente Nelson Mufarrej entregou quadro a Gatito Fernández pelos 100 jogos e pediu para chegar a “600, 1000 jogos pelo Botafogo”. O goleiro disse que não quer só partidas, mas também títulos.

Confira o vídeo abaixo:

Fonte: Redação FogãoNET e Botafogo TV