Precisando de atacantes, o Botafogo vinha negociando a contratação de Wallyson desde sexta-feira. O empresário Carlinhos Sabiá foi o  intermediário na negociação e estava no Rio de Janeiro desde então para resolver as pendências com o gerente executivo do Glorioso, Anibal Rouxinol.

– Apresentei o nome do Wallyson e vínhamos conversando sobre esta negociação. Na terça-feira finalizamos o negócio e o jogador chegou ao Rio de Janeiro para fazer os exames médicos. O Botafogo tem preferência para comprar os direitos econômicos do atacante no fim desta temporada – afirmou o agente, que preferiu não falar sobre os valores da negociação.

A tendência é que Wallyson já treine com o grupo nesta quinta-feira, com os reservas, no Engenhão. Dependendo da evolução física do jogador até a segunda-feira que vem, ele pode até mesmo ser relacionado para a partida de estreia da Libertadores, contra o Deportivo Quito, no Equador, na quarta-feira que vem, dia 29.

RELAÇÃO COM O DEPORTIVO MALDONADO

Apesar de ter cedido Wallyson por empréstimo ao Botafogo, o Deportivo Maldonado já complicou a vida do Glorioso nos últimos meses. Apesar disto, a relação da diretoria alvinegra com os empresários que administram o clube não foi abalada.

O episódio mais emblemático desta relação foi quando o Botafogo acertou bases salariais com o atacante Willian José, mas os empresários resolveram levá-lo ao Real Madri B, com a perspectiva de uma melhor venda no futuro. A cúpula alvinegra foi pega de surpresa com a situação.

O jovem Bruno Mendes, que também era representado pelos empresários proprietários do Deportivo Maldonado, não ficou no Glorioso muito por incentivo destes agentes. Na última semana, o atacante assinou por um ano com o Atlético-PR.

Fonte: Lancenet!