Willian Arão entrou com um pedido de embargo de declaração contra a decisão que deu vitória ao Botafogo na polêmica transferência para o Flamengo. Segundo a Justiça, o Alvinegro tem direito a receber R$ 4 milhões do volante, valor inferior aos R$ 20 milhões pedidos.

A medida adotada pelo jogador não tem capacidade de alterar o resultado, mas serve para atrasar o processo. Ao pedir explicações sobre trechos do documento ele ganha tempo para pagar o valor ao clube de General Severiano, que só deverá receber em 2020.

Fonte: UOL