Com apenas 26 gols marcados em 18 jogos disputados em 2019, o Botafogo pode apostar em mais um veterano para reforçar o seu ataque. Após trazer Diego Souza e Cícero, dois dos jogadores em atividade com mais gols no Brasileirão, com 100 e 66, respectivamente, o clube pode acertar com o experiente Rafael Moura, de 35 anos.

Sem atuar desde o fim de 2018, quando deixou o América Mineiro, o centroavante é um dos maiores artilheiros da história do pontos corridos, modelo de disputa adotado em 2003. Por Vitória, Paysandu, Corinthians, Fluminense, Athlético Paranaense, Goiás, Internacional, Figueirense, Atlético Mineiro e o Coelho, o atacante balançou as redes 77 vezes em 293 partidas disputadas, ocupando a 10ª colocação no ranking de goleadores.

Seu melhor ano foi em 2011, pelo Tricolor Carioca, quando marcou 11 gols. Em 2018, pelo América, foram sete tentos em 27 jogos.

MAIORES ARTILHEIROS DA HISTÓRIA DOS PONTOS CORRIDOS

1º – Fred – 142 gols
2º – Paulo Baier – 106 gols
3º – Diego Souza – 100 gols
Alecsandro – 100 gols
5º – Borges – 99 gols
6º – Luis Fabiano – 85 gols
7º – Washington – 82 gols
8º – Roger – 81 gols
9º – Wellington Paulista – 80 gols
10º – Rafael Moura – 77 gols
Souza – 77 gols

Fonte: Terra