Foi realmente uma novela mexicana, mas com os capútulos escritos aqui no Brasil, mesmo. Há 15 dias, Kieza teve a sua transferência para o Botafogo praticamente descartada. Mas nesta sexta-feira (26), ela correu muito rapidamente. E o camisa 9 do Leão já está a caminho do Rio de Janeiro para se apresentar ao alvinegro.

A informação foi confirmada pelo próprio Botafogo através do seu site oficial. “Acertamos tudo com Kieza e já tivemos um ‘OK’ do Vitória. O atleta chegará no fim de semana (domingo) e fará exames na próxima segunda-feira (29)”, disse o vice-presidente de futebol do alvinegro, Gustavo Noronha na nota divulgada pelo clube.

O diretor de futebol do rubro-negro, Erasmo Damiani, confirmou ao CORREIO que a negociação estava adiantada. Segundo apurado, Kieza, que tinha contrato com o Vitória até o final deste ano, vai para o Botafogo em definitivo. Lá, assinará um vínculo até o final de 2019. Os detalhes do acordo para que o rubro-negro liberasse o atleta não foram revelados.

Ao CORREIO, o diretor de futebol do Botafogo, Anderson Barros, disse que algumas garantias serão dadas ao Leão: “Estamos propondo um contrato que favorece a todos. A gente protege o Vitória em negociações futuras, para que não tenha nenhum tipo de prejuízo com essa negociação por Kieza, por exemplo”, disse o dirigente, responsável pela contratação do atacante pelo rubro-negro, em 2016, quando era diretor de futebol do clube.

Em coletiva no dia 11 de janeiro, o técnico Vagner Mancini revelou que o Vitória tinha chegado a negociar o atleta não apenas com o Botafogo, como também com o Vasco, mas que a diretoria e o próprio jogador tinham decidido pela manutenção do contrato.

“Kieza esteve para sair, mas acabou ficando por vontade do jogador e também porque a gente não pode se desfazer de um jogador como ele facilmente. (…) O atleta manifestou interesse em continuar em Salvador e jogar no Vitória, em apagar o ano de 2017”, afirmou Mancini na ocasião.

Kieza iniciou a pré-temporada no dia 3 de janeiro, junto com o elenco, e foi titular no empate em 2×2 com a Juazeirense, na estreia do Campeonato Baiano, quando saiu vaiado pela torcida, no Barradão. Ele também começou em campo nos dois primeiros jogos fora de casa do ano, nos triunfos contra Globo (2×1), pela Copa do Nordeste, e Vitória da Conquista (2×0), pelo estadual. Ainda não balançou a rede em 2018.

Fonte: Correio 24 Horas