André Silva não vê semelhança em quedas e crê em retomada

Compartilhe:

Em entrevista exclusiva para o ‘Giro Esportivo’, da Super Rádio Tupi, o ex-vice de futebol  do Botafogo, André Silva, falou sobre a queda de rendimento do Botafogo na temporada, o que também aconteceu nos últimos três anos. Para o dirigente, o único fator que se repete ano a ano é o número de jogos.

“Acho que em cada ano há um fator específico. Acho que a única coisa que não muda é o número de jogos, que é extremamente desgastante. Jogos no meio e no final de semana. O tipo de jogo do Botafogo, que é um estilo de toque de bola, acaba cansando os jogadores. Não sei se existe um fator que se repita durante os anos. É um fator que o departamento de futebol, e que até o presidente comentou, vai averiguar para ver o que tem de comum nestes anos.”

Em 2010, com Joel Santana, e em 2011 com Caio Junior,  quando André Silva ainda trabalhava no Botafogo, o cenário foi parecido, apesar da campanha desta temporada ser a melhor do Glorioso, na história dos pontos corridos, novamente acontece uma queda na reta final do Campeonato Brasileiro.  O ex-vice presidente de futebol do time de General Severiano tentou justificar melhor as duas situações.

“No caso do Joel Santana, nós tivemos a perda de alguns jogadores importantes e com um elenco mais enxuto isso acaba sendo um fator determinante. Já no caso do Caio Júnior, foram outros fatores. Tivemos contusões, mas outros times também têm este problema de contusões e perda de jogadores. Isso é normal no campeonato. Mas eu espero e acredito que entraremos em uma crescente, já tendo passado por este momento de baixa.”

André Silva deixou o Botafogo em Maio de 2012. Em setembro do mesmo ano, Chico Fonseca foi escolhido para exercer a função, e é o vice de futebol do clube desde então.

Fonte: Site da Rádio Tupi

Comentários