Os episódios que marcaram a eliminação do Caxias para o Botafogo seguem repercutindo no Estádio Centenário. Após a manifestação do árbitro através da súmula da partida e o posicionamento do Grená por meio de nota oficial, o funcionário do clube que agrediu o árbitro Lucas Bellote pediu demissão.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

— Estou com meu coração em pedaços. Sempre garanti pela segurança dos árbitros no estádio, mas infelizmente perdi o controle. Sei que errei e me arrependo. Também sei que o que aconteceu no gramado pode representar o encerramento das atividades em breve. Deixei a minha paixão falar mais alto que a razão, pois nada justifica a violência — disse o ex-gerente administrativo do Caxias, Diogo Aver.

Sabendo que o clube, jogadores e o ex-funcionário devem ser denunciados no STJD, o departamento jurídico do clube já está se preparando para uma possível defesa, porém, vai aguardar a confirmação da acusação para definir as próximas ações.

— Vamos aguardar a denúncia ao STJD para definirmos os procedimentos adequados, para que possamos traçar nossa linha de defesa, mas temos consciência das possíveis penalizações. Ficamos ontem (quinta-feira) reunidos discutindo qual seria a melhor forma de solucionar o problema e por isso trouxemos essa tentativa muito nobre dele (Aver) tentar resolver um pouco a situação do clube. Mas não sei o quanto isso pode amenizar uma possível condenação — disse a advogada Juliana Rampon.

Fonte: Pioneiro - Clic RBS