O técnico Zé Ricardo mal teve tempo de juntar os casos do Botafogo após a derrota de 3 a 0 para o Atlético-MG, a primeira em casa neste Brasileiro, e já encara duríssima missão: o Palmeiras, amanhã, no Allianz Parque.

Se o Alvinegro oscila nas mãos do treinador, com uma vitória (na Sul-Americana), um empate e uma derrota (ambos no Brasileiro), o Verdão parece ter encontrado o rumo com Luiz Felipe Scolari: são três vitórias (uma delas na Libertadores) e um empate. E com um detalhe: com Felipão no banco, a defesa não foi vazada.

Zé Ricardo terá a volta de Marcinho à lateral-direita, e de Matheus Fernandes ao meio-campo, após cumprirem suspensão. Em compensação, Lindoso, que sentiu um problema muscular na coxa direita, e Renatinho, na coxa esquerda, passaram por exames e dificilmente terão condições de jogo. Kieza também ficou fora do treino, ainda em recuperação de uma lesão na coxa direita.

Sem Lindoso, a tendência é que Gustavo Bochecha, titular no domingo, seja mantido. Há também a possibilidade de Zé Ricardo usar um terceiro volante nesse caso, Jean e Marcelo disputariam a vaga de Renatinho no meio.

Marcinho espera dificuldades diante do Palmeiras: “Jogo muito difícil, mas temos que virar a chave. Não adianta pensar em resultados que passaram. Temos que pontuar”. Sobre o fato de ter sido citado por Tite na convocação da Seleção, admitiu: “Todos podem imaginar a surpresa e a felicidade. Fiquei sem reação, mas é uma surpresa muito boa saber que você está sendo olhado pela melhor seleção do mundo”.

O Botafogo não vence há quatro rodadas. O time somou apenas dois pontos em 12 disputados, e, desde o retorno do Brasileiro após a Copa, tem um dos piores desempenhos entre os 20 participantes.

Fonte: O Dia Online