Logo aos 27 minutos do primeiro tempo de partida, Jorge Wagner cobrou falta com perfeição e abriu o placar para a vitória do Botafogo sobre o Madureira por 2 a 1, em São Januário. A situação pode se repetir bastante ao longo da temporada. Pelo menos é isso o que espera o técnico Eduardo Hungaro.

“Sem dúvida, somos uma equipe forte no jogo aéreo, com ótimos batedores. Em vez de agrupar todas as situações de bola parada em um dia de treino, fazemos um tema por vez. E tivemos um rendimento muito bom no primeiro jogo. Vai ser um fundamento muito forte em nosso jogo”, declarou.

Em relação a Jorge Wagner especificamente, o treinador elogiou o atleta de 35 anos e o fato de ter suportado os 90 minutos em campo logo em sua estreia pelo Botafogo.

“O Jorge teve uma excelente atuação. Ele cansou na altura dos 30 minutos do segundo tempo, mas esse jogo foi uma preparação para o duelo em Quito (pela fase pré-grupos da Libertadores). Não imagino o time sem o Jorge nos 90 minutos. Às vezes, o treinador opta pela superação física. Eu precisava que ele completasse os 90 minutos e que desse essa resposta para mim e para o grupo. Ele saiu sabendo que está condicionado para jogar os 90 minutos em Quito”, afirmou.

Fonte: ESPN.com.br