Após o apito final da partida contra o Botafogo no estádio Nilton Santos, o time do Corinthians cercou a equipe de arbitragem, protestando contra a não marcação de um pênalti sobre Jô aos 48 minutos do segundo tempo. Na opinião do comentarista Arnaldo Cezar Coelho, a reclamação dos corintianos foi correta: o árbitro Rodrigo Raposo errou ao não apontar a penalidade

– Nenhuma dúvida (que foi pênalti). Achei que o árbitro estava mal colocado, estava na entrada da área. Deveria estar dentro da grande área. E o vigia (assistente) que está ali atrás também não ajudou em nada. (O Igor Rabello) deu uma espécie de golpe de judô. Em nenhum momento foi na bola. E quando o Jô vai girar, ele segura por cima e calça por baixo. Como faltavam 20 segundos para acabar o jogo, acho que faltou um pouco de coragem ao árbitro para marcar o pênalti – disse o ex-árbitro durante o programa “Bem, Amigos!”.

O goleiro Cássio, entrevistado durante o programa do SporTV, lamentou a não marcação da penalidade máxima e afirmou que o auxiliar adicional, que estava bem próximo ao lance, poderia ter alertado o árbitro.

– A gente fica um pouco frustrado. Foi pênalti. Acho que fica na conta do auxiliar, porque foi na frente dele. Ele poderia ter ajudado o árbitro naquele momento – disse.

Fonte: Sportv.com