‘Artesão’, Renato ganha espaço de novo e é comparado a Salvador Dali e Picasso

Compartilhe:

A goleada por 4 a 0 do Botafogo sobre o Atlético-PR marcou o retorno de Renato ao time titular. O volante aproveitou a brecha de Marcelo Mattos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e foi eleito pelo técnico Oswaldo de Oliveira como o principal destaque do duelo pelo Campeonato Brasileiro. O treinador, inclusive, encheu a bola do camisa 8 e disse que o jogador é um “artesão”. O momento é favorável para Renato, que retoma espaço no time titular.

Oswaldo de Oliveira exalta o futebol técnico de Renato. Segundo o treinador, o camisa 8 trabalha com coordenação fina e que, para poder mostrar seu melhor, precisa estar em boas condições físicas. Após conviver com lesões, o jogador está livre das dores e renasce no Botafogo em momento importante. Após a boa atuação, ele dificilmente voltará para o banco de reservas. Marcelo Mattos pode perder a vaga e dar chance ao camisa 8 ao lado de Gabriel no meio-campo.

“O grande destaque para mim foi o Renato. Voltou a fazer aquilo que estávamos habituados e que o levou à seleção brasileira. Fiquei feliz. Um jogador que tem historia e às vezes não acreditam que pode voltar a jogar em alto nível. Ele tem se preparado. Teve problema nas costas, que o atrapalhou. É difícil se concentrar, ainda mais um artesão que trabalha com a coordenação fina. Muito refinado. Com dor não dá para ter precisão. Destruir as jogadas é mais fácil. Para construir precisa da melhor forma. Foi assim que vi o Renato contra o Atlético-PR”, disse Oswaldo.

“Já imaginou Salvador Dali para fazer aquelas artes ou Picasso para desenhar os quadros. Com dor nas costas pinta uma parede com bucha, mas não uma obra de arte. É o caso do Renato, um cara refinado. Ele passou por uma fase dura, mas está voltando após um empenho silencioso. Sabia que uma hora ia chegar a esse ponto deslumbrante. Disparado o melhor jogador”, completou o treinador.

E os elogios para Renato não se resumem apenas ao seu desempenho dentro de campo, mas também fora dele. Um dos líderes do elenco, o camisa 8 jamais reclamou de sua situação no time. Mesmo na reserva, ele permaneceu dando força aos companheiros e se dedicando nos treinamentos.

“O Renato é um jogador brilhante. A conduta, o sorriso no rosto… Nunca deixou se descaracterizar. Eu não precisei dar explicações a ele quando deixou o time titular, muito menos rasgar seda. Ele sabia que no momento exato e voltaria a jogar. Sabemos que as dores atrapalharam. Ele é um cara exemplar”, afirmou.

Com a vitória, o Botafogo chega aos 57 pontos e pula para a 3ª colocação, ultrapassando Goiás e Grêmio, que entram em campo neste domingo e podem recuperar a vaga no G-4. O Alvinegro volta a campo neste domingo, quando medirá forças com o São Paulo, no Morumbi.

Fonte: UOL

Comentários