Atuações: Seedorf volta a jogar bem e leva maior nota da partida em Pernambuco

Compartilhe:

RICARDO BERNA – GOLEIRO
Não teve muito o que fazer nos gols do Botafogo. No marcado por Seedorf, não teve tempo nem para se mexer.
Nota: 5,0

MARANHÃO – LATERAL-DIREITO
Dominado pelos jogadores do Bota, teve muita dificuldade na marcação e acabou deixando espaços.
Nota: 4,5

JOÃO FILIPE – ZAGUEIRO
Não conseguiu neutralizar os homens de frente do Bota, principalmente os jogadores que chegavam como surpresas na área. Arriscou algumas arrancadas na saída de bola.
Nota: 5,0

WILLIAM ALVES – ZAGUEIRO
Assim como seu companheiro de defesa, teve problemas na marcação, mas conseguiu alguns bons desarmes.
Nota: 5,5

BRUNO COLLAÇO – LATERAL-ESQUERDO
Atuação discreta. Não teve eficiência nos cruzamentos e deixou alguns espaços na defesa.
Nota: 5,0

ELICARLOS – VOLANTE
Teve trabalho para se entender com os companheiros na hora da marcação dos homens de meio do Botafogo.
Nota: 5,5

MARTINEZ – VOLANTE
Na marcação também teve dificuldades, mas ao menos mostrou qualidade nos passes e auxiliou a saída de bola da equipe.
Nota: 6,0

DERLEY – MEIA
Se movimentou por todo o campo, mas não conseguiu ser produtivo para o time. De bom, a disposição na marcação.
Nota: 5,5

MARCOS VINICIUS – MEIA
Entrou no segundo tempo e não conseguiu melhorar o rendimento da equipe.
Nota: 5,5

MORALES – MEIA
Apesar de sobrecarregado no setor de criação, arriscou bastante na tentativa de levar a equipe ao ataque. Não conseguiu ser muito efetivo.
Nota: 6,0

JONES CARIOCA – ATACANTE
Entrou aos 28 minutos do segundo tempo e deu mais gás ao setor ofensivo do Timbu.
Nota: 6,0

HUGO – ATACANTE
Errou praticamente tudo o que fez e não conseguiu levar perigo para o gol adversário. Acabou substituído.
Nota: 4,5

OLIVERA – ATACANTE
Entrou aos 13 da segunda etapa e mostrou muita disposição para brigar com os marcadores. Levou perigo em chutes de fora da área.
Nota: 6,0

MAIKON LEITE – ATACANTE
Com sua velocidade, foi o jogador mais perigoso do Timbu. Fez mais um belo gol.
Nota: 6,5

Header Botafogo (Foto: Infoesporte)

RENAN – GOLEIRO
Falhou no gol do Náutico, mas depois fez algumas defesas importantes.
Nota: 6,0

EDILSON – LATERAL-DIREITO
Sem muito trabalho defensivo, fez sua parte pelo lado direito e auxiliou bem a saída para o campo de ataque. Deu bela assistência para os gols de Seedorf e Gegê.
Nota: 7,0

BOLÍVAR – ZAGUEIRO
Foi o xerife da zaga. Além de bons desarmes, tanto por cima quanto por baixo, organizou a defesa na base do grito, quando necessário.
Nota: 7,0

DÓRIA – ZAGUEIRO
Teve algumas dificuldades na marcação, principalmente nas jogadas em velocidade com Maikon Leite. Abusou dos chutões.
Nota: 5,5

JULIO CESAR – LATERAL-ESQUERDO
Se apresentou bastante no ataque e foi uma boa válvula de escape para o time. Conseguiu alguns bonitos dribles.
Nota: 6,5

MARCELO MATTOS – VOLANTE
Como de costume, muito firme na marcação e nos desarmes. Nesta quarta também fez bons lançamentos.
Nota: 6,0

RENATO – VOLANTE
Deu qualidade no toque de bola do meio de campo alvinegro e também fez sua parte na hora de marcar.
Nota: 6,5

SEEDORF – MEIA
Melhorou em relação aos últimos jogos e voltou a comandar o time. Foi desarmado no início do lance do gol do Náutico, mas depois se recuperou com boas jogadas, dribles e um belo gol. Também participou do gol marcado por Rafael Marques. Foi o melhor em campo.
Nota: 8,0

OCTÁVIO – MEIA
Supresa na equipe, o jovem não conseguiu ir bem quanto teve a bola nos pés. Seu principal defeito foi segurar demais a bola.
Nota: 5,0

HYURI – MEIA
Entrou aos 11 do segundo tempo e errou a maioria das jogadas que tentou, às vezes com certa displicência. Seedorf o colocou na cara do gol, mas o meia chutou em cima do goleiro.
Nota: 5,0

RAFAEL MARQUES – MEIA
Fez uma boa partida. Além do gol, criou jogadas de perigo e se desdobrou para marcar. Deixou o campo cansado.
Nota: 7,0

GEGÊ – MEIA
Entrou deu gás ao time. Quase fez um gol com a perna direita, que não é a sua preferida para o chute, e depois, aos 45 minutos, decretou a vitória por 3 a 1 com um gol em uma bela jogada trabalhada.
Nota: 7,0

ELIAS – ATACANTE
De volta ao time, mostrou muita disposição na frente e criou boas jogadas. Na raça, dividiu de cabeça com o zagueiro e a bola sobrou para Rafael Marques no primeiro gol do Bota. Saiu machucado aos 42 do primeiro tempo.
Nota: 6,0

HENRIQUE – ATACANTE
Garra não lhe faltou. Por vezes isolado na frente, brigou muito e tentou algumas arrancadas. Quando fez o gol, estava impedido.
Nota: 5,5

Fonte: Globoesporte.com

Comentários