Com um início empolgante – três vitórias em quatro jogos – Eduardo Barroca tem conquistado a torcida do Botafogo. Ele pegou um time eliminado precocemente no Campeonato Carioca e na Copa do Brasil e colocou na zona de classificação para a Libertadores.

Em entrevista à ESPN Brasil, o treinador explicou seu início de trabalho no Botafogo e ressaltou três pontos.

– Tudo passa por escolha. Trabalhei muito tempo para ter oportunidade como essa, a escolha está na minha mão de como minha a equipe vai jogar. Tinha três objetivos, primeiro era resultado a curto prazo, o Botafogo precisava e continua precisando. O segundo era tentar futebol agradável para a torcida do Botafogo, que conheço bem. Se tiver futebol de dedicação, coletivo, a torcida joga junto. E o terceiro ponto é oportunizar os jovens. Meu critério de escolha vai ser jogadores que aproximarem o Botafogo da vitória, mas temos conseguido dar oportunidade aos jovens. Acredito muito nesse grupo, experientes podem ser locomotiva desse trem, puxar a gente para resultados positivos. Se pode ganhar ou perder de várias formas, estamos escolhendo trabalhar dessa forma – detalhou Barroca.

Em relação aos jogadores mais experientes, o comandante alvinegro revelou qual a estratégia para lidar.

– No futebol você precisa de frontalidade e cobrança. Falo tudo que acredito que vai aproximar, cobro usando critério e coerência, disputas abertas, todos podem competir da mesma forma, seja experiente ou novo. Tento manter o ambiente interno equilibrado. Tenho tido feedback positivo, estou satisfeito com a entrega, credencio o bom início aos atletas. Estavam incomodados com os resultados. Tem sido muito bom trabalhar com eles – declarou.

Por fim, Eduardo Barroca falou sobre a possibilidade de reforços. O clube segue de olho no mercado.

– Desde o início temos conversado. Chegamos a um consenso que não adianta trazer para preencher lacuna, tem que ser alguém que agregue o valor. Esse primeiro momento é de administrar, dar chance a todo mundo e mapear o mercado para trazer uma boa oportunidade. A diretoria pensa em honrar os compromissos e atender essa demanda, pois Botafogo precisa trabalhar em alto nível competitivo – finalizou.

Fonte: Redação FogãoNET e ESPN Brasil