A situação da equipe de basquete do Botafogo deve passar por um alívio na parte financeira. Com três meses de salários atrasados para jogadores e membros da comissão técnica, a diretoria do Alvinegro está perto de liberar uma verba de patrocínio e, consequentemente, quitar os vencimentos que não estão em dia para o elenco.

O dinheiro virá de patrocínio da Ambev, empresa de distribuição de bebidas alcoólicas. O contrato estava assinado desde o começo da temporada, antes do pontapé inicial do Novo Basquete Brasil (NBB), mas o Alvinegro ainda não havia recebido os recursos.

O departamento jurídico do Botafogo não enviou a documentação do patrocínio no tempo previsto para a Ambev, que, por sua vez, atrasou o pagamento da verba. O contrato estava acertado há meses, mas o Alvinegro só terá contato com o dinheiro agora. Por conta da paralisação de Carnaval, a papelada – e consequentemente o pagamento – só deve chegar após o feriado.

O dinheiro que vai entrar nos cofres do esportes olímpicos do Botafogo será suficiente para quitar os salários atrasados e o restante dos vencimentos da temporada da equipe de basquete, atual campeã da Liga Sul-Americana. O time comandado por Léo Figueiró, portanto, voltará a ser autossuficiente em termos financeiros.

Quarto colocado na última temporada, o Botafogo é o atual nono colocado do NBB, com uma campanha de 11 vitórias e 12 derrotas. O projeto vem se destacando a nível nacional: além do já mencionado título continental, os atletas Du Sommer e Cauê Borges receberam a primeira convocação para a Seleção Brasileira.

Fonte: Terra