Será muito difícil para o Botafogo segurar Roger e Bruno Silva.

A única possibilidade de manter os dois jogadores é se o clube disputar a Libertadores em 2018. Caso contrário ambos deixarão o Botafogo.

O Cruzeiro, apesar da diretoria alvinegra manter o otimismo quanto a permanência do atleta, crava Bruno Silva ano que vem em Belo Horizonte.

Roger tem propostas mais vantajosas financeiramente de Santos e Corinthians.

O Botafogo se apega ao lado sentimental e a ligação com a torcida para manter o atacante. O caso de Bruno Silva é mais complicado.

Certo é que para pensar em continuar com os jogadores o Botafogo terá que se garantir na Libertadores. É o primeiro passo.

Fonte: Blog do Bruno Voloch - Gazeta Esportiva