Logo de cara, na estreia do brasileirão, o Botafogo perdeu a maquiagem.

O time começou a competição apresentando exatamente os mesmos problemas que ocasionaram a perda do título estadual para o Vasco.

O Botafogo não jogou mal contra o São Paulo.

A equipe cria oportunidades mas não tem capacidade de converter em gol. E futebol ainda é gol. Vence quem normalmente faz o gol.

Falta competência mesmo.

As justificativas do sempre ponderado Ricardo Gomes não convencem. O técnico se agarra ao fato do Botafogo ter lutado, ter atuado com determinação e que não faltou disposição.

Bem, até onde se sabe, isso é obrigação de qualquer time profissional.

Ricardo sabe melhor do que ninguém que o problema do Botafogo é do meio para frente. Já foi assim no limitado estadual do Rio.

A defesa não faz feio.

O time porém é refém de jogadores criativos no meio e falta verdadeiramente um camisa 9.

Ribamar, Luis Henrique, Sassá e Anderson Aquino não vão resolver como fizeram em alguns jogos do estadual.

Muito menos Rodrigo Pimpão. É mais um jogador apenas esforçado e com cara de Série B.

O Botafogo vai penar se não arrumar para ontem um camisa 9 de verdade.

A derrota para o time reserva do São Paulo, melhor do que o Botafogo, diga-se de passagem, foi apenas o cartão de visitas da Séria A.

Fonte: Blog Bate-Pronto - Bruno Voloch - Yahoo! Esportes