Antes de iniciar a temporada, o Botafogo sinalizou que utilizaria o Carioca como laboratório para os mais jovens e para promover testes visando um ano de sucesso nos mata-matas e sem sustos no Brasileiro. Pois bem, o elenco foi qualificado com jogadores cascudos, como Cícero e Diego Souza, mas a campanha do Estadual não trouxe a modelagem esperada por Zé Ricardo.

Embora o Botafogo não tenha jogado a toalha na Taça Rio, as chances após a quinta rodada, na qual o Alvinegro goleou a Portuguesa por 4 a 1, não morreram, mas respiram por aparelhos. Em campo, o que se viu foi uma equipe ainda precária nas construções e criações de jogadas e sem a efetividade no meio – sobretudo na péssima etapa inicial, como frisado por Zé.

E não é por falta de opção que o setor não engrena. Jean, Bochecha, Wenderson, Cícero, Alex Santana, Alan Santos, Rickson, Valencia, João Paulo, Leo Valencia, Luiz Fernando, Alessandro e, por último, Gustavo Ferrareis. Todos os citados já foram utilizados por Zé, com características diversas em mãos e que trocou o 4-2-3-1 para o 4-4-2 contra a Lusinha, que sofreu mais quando o Glorioso retornou com o primeiro esquema para a reta final do duelo.

Há boas peças para montar um time com o perfil de posse apoiada ou entronizar a transição rápida, com bolas longas como trunfo. Até aqui, contudo, são justas as cobranças, não só pelos resultados ruins no Carioca, mas também pela ausência da identidade tão desejada pelo competente treinador.

A inconstância tem prevalecido.

– Você citou alguns nomes (para o meio), mas eu citaria até mais, caso do Wenderson, do Bochecha. Temos algumas opções. Muitos desses atletas foram chegando agora, temos a necessidade de entrosá-los o quanto antes – disse Zé Ricardo, em entrevista coletiva após o jogo da última noite, no Nilton Santos.

Ainda sobre palavras de Zé Ricardo: o treinador pediu mais organização para se apresentar melhor contra o Americano, neste domingo. Será a oportunidade para uma resposta quanto à irregularidade e a precariedade do meio-campo, o  que tem travado a engrenagem alvinegra ao longo de 2019.

Fonte: Terra