O Botafogo iniciou a temporada da pior maneira possível. Se o desempenho era ruim, os resultados foram piores ainda. Resultado disso foi a eliminação precoce na Taça Guanabara. Após o início vacilante, o Alvinegro engrenou uma sequência de três vitórias seguidas e mudou o panorama. E isso muito se deve à presença de Joel Carli.

O zagueiro desfalcou o time nos quatro primeiros jogos do ano, quando o Botafogo acumulou três derrotas e um empate. Sua estreia ocorreu contra o Boavista, em Saquarema, local da primeira vitória do Alvinegro na temporada. Desde então, a equipe está com 100% de aproveitamento – venceu Defensa y Justicia-ARG, pela Sul-Americana, e o Campinense, pela Copa do Brasil.

O que mudou desde a entrada de Carli que fez o Botafogo acumular três vitórias em três jogos? A defesa foi muito menos acionada e sequer levou gol até o momento. A liderança do argentino é visível até para quem não entende muito de futebol. Com ele, o jogo é falado o tempo todo.

“O Carli dispensa comentários. É um jogador que não gosta de perder em nada. Não tem risadinha em campo. Ele conversa o tempo todo com a defesa e isso deixa o time mais organizado, todo mundo ligado o tempo todo. É muito importante para o time, um dos nossos líderes”, disse Gatito após vitória sobre o Campinense.

O técnico Zé Ricardo também faz elogios a Carli, mas entende que o Botafogo terá um grupo forte assim que todos estiverem á disposição. E isso vale para João Paulo, que retornou ao time após se recuperar de lesão muscular.

“Depois de um início ruim, a gente reconhece que as coisas estão evoluindo. O Botafogo tem um grupo forte, sabemos disso. Carli perdeu alguns jogos e entrou muito bem no time. João Paulo começou bem, mas se lesionou. Ainda tem o Leo Valencia para entrar no time. Importante ganhar essas opções”, finalizou o treinador.

Na próxima fase, o Botafogo encara o Cuiabá, que venceu Ypiranga-AP. A data da partida ainda não está definida, mas a partida será no Nilton Santos. O jogo é único e, em caso de empate, a classificação será definida nos pênaltis.

Fonte: UOL