De acordo com informações do site Globoesporte.com, a postura de um empresário do atacante Deivid desagradou a diretoria do Botafogo, que decidiu por encerrar as negociações na semana passada. O empresário exigiu a assinatura de um pré-contrato dois dias antes da realização dos exames médicos. Deivid, que deixou o Coritiba pela via judicial, anunciou esta semana a decisão de parar de jogar.

Fonte: Redação FogãoNET