Feita pela CBF, a tabela do Brasileiro tem intervalos mínimos de descanso para os times. Um levantamento do blog mostra que em 45 vezes as equipes têm menos de 72 horas entre uma partida e outra até a 11a rodada – foi considerado o final de um jogo e o início do outro. Três dias seria o tempo ideal de recuperação segundo estudos e sindicatos de jogadores.

Pelo regulamento de competições da confederação, só é necessário haver 60 horas de intervalo entre uma partida e outra. Esse número era de 66 horas, mas foi reduzido na gestão do presidente Marco Polo Del Nero para a temporada de 2015.

A Federação Nacional de Atletas Profissionais chegou a obter uma vitória judicial em 2014 para obrigar a CBF a dar 72 horas de descanso, mas a decisão caiu. Um estudo publicado pela Fifpro (sindicato mundial de jogadores) mostrou que uma equipe tem 42% menos de chance de ganhar com intervalo menor do que três dias por causa da fadiga dos jogadores. Foram analisadas 27 mil partidas europeias.

Em seminário na CBF, o técnico corintiano Tite pediu que não houvesse jogos nas manhãs de domingo para quem atuasse na quinta-feira à noite. Não foi atendido até agora, embora a confederação prometa analisar pleito.

Pelo levantamento do blog, os times terão de enfrentar intervalos menores do que 66 horas entre as partidas – antigo limite da CBF – em 18 vezes. No caso do Corinthians, por exemplo, isso ocorrerá duas vezes, entre as 3a e 4a rodadas, e entre as 8as e 9a rodadas. Serão jogos justamente quinta-feira à noite, seguidos de outros nas manhãs de domingo.

Mas as equipes mais prejudicadas neste início do Brasileiro são o Grêmio e o Santa Cruz. Ambos terão quatro ocasiões em que jogarão após intervalos menores do que 72 horas. Neste início, o único time que não terá de fazer esse sacrifício é o Botafogo.

No total, cerca de 40% das partidas terão pelo menos um dos times sem o descanso ideal, considerando o total de 110 partidas até a 11a rodada. O blog fez perguntas para a CBF sobre os intervalos menores entre as partidas, mas não obteve explicações. Veja abaixo o número de jogos com intervalos menores do que 72 horas de cada um:

4 – Grêmio e Santa Cruz – 4

3 – América-MG, Santos, Cruzeiro, Corinthians, Coritiba, Chapecoense, Atlético-PR

2 – Atlético-MG, São Paulo, Vitória, Ponte Preta, Internacional, Palmeiras, Fluminense, Sport

1 – Figueirense, Flamengo – 1

0 – Botafogo

Fonte: Blog do Rodrigo Mattos - UOL