A derrota de 2 a 0 para o lanterna Avaí faz parte do passado para o Botafogo. O Campeonato Brasileiro sai de cena e entra em foco a Copa do Brasil. Afinal de contas, nesta quinta-feira o time vai encarar o Atlético-MG a partir das 19h30 (de Brasília), na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), pela rodada de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O fato de o time estar enfrentando uma sequência de jogos normalmente é motivo de preocupação, principalmente por conta do excesso de lesões. Porém, a possibilidade de apagar um mau resultado acaba sendo o ponto positivo dessa maratona.

“O bom de você jogar várias partidas em sequência é, justamente, ter a capacidade de reagir em um curto espaço de tempo e não ficar remoendo um mau resultado. Vamos para uma série de jogos muito complicada e por nisso mesmo o que aconteceu diante do Avaí precisa ficar no passado. O jogo contra o Atlético-MG já está no nosso imaginário e vamos fazer o possível para conseguirmos somar os três pontos e encaminhar a classificação”, disse o zagueiro Igor Rabello.

O lateral-esquerdo Víctor Luís concorda. “O Avaí vinha de uma derrota de 3 a 0 para o Fluminense e nós de um 3 a 1 a um sobre o Vasco em um clássico que jogamos muito bem. Nós perdemos e acabamos trocando com eles em termos de sentimentos. Mas no meio desta semana já tem jogo contra o Atlético Mineiro e podemos voltar a ter um bom sentimento. Trata-se de um levanta e cai muito grande porque são vários jogos em sequência. Por isso mesmo não podemos ficar remoendo o que aconteceu”, reforçou o lateral.

Nesta terça-feira o elenco participou de um trabalho regenerativo e apenas nesta quarta-feira o técnico Jair Ventura vai definir a escalação. O zagueiro Joel Carli e o volante João Paulo, que cumpriram suspensão contra o Avaí, reaparecem nas vagas respectivamente de Marcelo e de Walter Montillo, que foi substituído com sete minutos de jogo por conta de uma lesão na panturrilha direita.

Sem estar inscrito na Copa do Brasil, o lateral-direito Arnaldo é desfalque e cede seu lugar para o zagueiro Emerson Santos, que mais uma vez vai ser improvisado no setor. Isso porque Luis Ricardo, recuperado de cirurgia na perna direita e que foi relacionado contra o Avaí, ainda não suporta noventa minutos. Após o treino desta quarta-feira a delegação viaja para Minas Gerais.

Fonte: ESPN.com.br