O Botafogo vai acionar a CBF por discordar do borderô do jogo contra o Náutico na última quarta-feira, em Recife, pela Copa do Brasil. O Glorioso argumenta que o valor dado pelo Timbu foi muito inferior ao esperado.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

Pelo regulamento, por ter se classificado, o Botafogo tem direito a 60% da renda líquida do jogo. Porém, dos R$ 200 mil arrecadados, o Glorioso recebeu apenas R$ 6 mil (a receita líquida foi de cerca de R$ 10 mil).

O motivo é o aumento, segundo o Botafogo desproporcional, das despesas da partida com “segurança privada” e “outras despesas”. Se comparado com o clássico Náutico x Sport pela Copa do Nordeste, no fim de semana anterior, as diferenças são gritantes: R$ 72 mil contra R$ 18 mil e R$ 40 mil e R$ 3,5 mil, respectivamente.

No ano passado, o Botafogo já havia feito protesto parecido, quando do jogo contra o Campinense, pela primeira fase da Copa do Brasil – na ocasião, o borderô informava um público que não condizia com o número de pessoas presentes no Estádio Amigão. O clube paraibano foi multado em R$ 52 mil e teve a praça de esprotes interditada.

Fonte: Globoesporte.com