Pressionado pela necessidade de vencer por dois gols de diferença para ser campeão após a derrota por 1 a 0 no fim de semana, o Botafogo tenta encontrar a melhor maneira de derrotar o Vasco no clássico do próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela segunda partida da final do Campeonato Carioca.

Os jogadores alvinegros trabalham o aspecto psicológico para não permitirem que a ansiedade se torne um oponente a mais.

“Vamos precisar trabalhar a questão da ansiedade, pois sabemos que não vamos ter facilidades neste jogo e o Vasco é um time muito experiente, que com toda a certeza está muito preparado para jogar com a vantagem que construiu na primeira partida. O Botafogo vai precisar trabalhar com muita inteligência as jogadas porque senão vai acabar cometendo erros que podem comprometer todo o nosso planejamento para esse jogo decisivo”, analisou o atacante Juan Salgueiro.

O volante Rodrigo Lindoso pensa parecido. “Vamos enfrentar um adversário que tem um time muito experiente, com jogadores rodados e acostumados a jogos decisivos. Portanto, vamos precisar de muito equilíbrio porque temos que tirar uma desvantagem para conquistarmos o título. O importante neste momento é jogar com muita tranquilidade e acreditar que temos condições de atingir os nossos objetivos nesta temporada”, avisou.

O lateral esquerdo Diogo Barbosa lembrou que é preciso pensar a final em etapas. “O Botafogo precisa entrar em campo sem se sentir ainda mais pressionado pela necessidade de mudar o resultado. Não adianta ir a campo pensando em fazer vários gols de uma única vez. Temos que pensar em fazer o primeiro gol, depois o segundo e por aí em diante, já que não é nada fácil atingirmos esse objetivo. O importante é jogarmos com equilíbrio e com tranquilidade”, disse.

Na manhã desta quinta-feira, o elenco mais uma vez trabalhou em General Severiano e Ricardo Gomes deu maior atenção ao sistema defensivo, principalmente nos bloqueios de jogadas aéreas. Pelo segundo dia consecutivo o meia Gegê não participou das atividades por conta de dores musculares na perna direita, mas ele não preocupa para domingo. Recuperado de lesão no tornozelo esquerdo, o volante Aírton também fica à disposição. O atleta, porém, vem trabalhando entre os reservas.

Quem tem retorno assegurado é o zagueiro argentino Joel Carli, que cumpriu suspensão no primeiro jogo da decisão. Curiosamente Renan Fonseca deixou a equipe para a sua entrada. Assim, o esboço de time teria: Jéfferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Fernandes e Leandrinho; Juan Salgueiro e Ribamar.

Os reforços para o Campeonato Brasileiro que estão contratados treinaram com o elenco, embora não tenham condições de atuar no domingo. Casos do lateral Victor Luis, que estava no Palmeiras, do meia Marquinho, que se destacou pelo Macaé, e dos atacantes Anderson Aquino, contratado ao Linense-SP, e Geovane Maranhão, que veio do Madureira-RJ. Nesta sexta-feira o elenco volta a treinar na parte da manhã.

Fonte: ESPN.com.br