O Botafogo terá o seu Ba-Vi particular para tentar recuperar de vez a paz com a torcida. Depois da vitória de 1 a 0 sobre o América-MG, domingo, no Estádio Nilton Santos, diante de mais de 25 mil espectadores, o time pretende aproveitar o bom astral.

Para isso, terá uma semana com dois grandes desafios: na quinta-feira, às 21h45, na Fonte Nova, enfrenta o Bahia, no primeiro jogo das oitavas de final da Copa Sul-Americana. E domingo, novamente em Salvador, às 18h, mas no Barradão, vai encarar o Vitória, adversário direto na luta contra a degola no Brasileiro.

Na avaliação do volante Jean, que ganhou moral com o técnico Zé Ricardo e virou titular, a semana é importantíssima para as pretensões do time: “É considerada a mais decisiva do ano. O jogo fora com o Bahia define muita coisa. Querendo ou não, a Sul-Americana é o caminho mais curto para a Libertadores. Acreditamos que temos potencial para conseguir um bom resultado”.

Ele reconheceu que o triunfo sobre o América foi fundamental para dar tranquilidade. “Pegamos essa ‘gordurinha’ (para seguir fora do Z-4) para pensar mais no Vitória. Não projetamos o Bahia, projetamos a semana. Projetamos América, Bahia e Vitória”, destacou o volante Jean, que fez elogios ao Tricolor Baiano. “Têm um time muito bom e jogadores que estão em ascensão. Joguei contra o Zé Rafael quando ainda estava no Londrina e pude acompanhar a ascensão dele”, ressaltou.

Jean também comentou que há vários times embolados na disputa do Brasileiro. “Se o Corinthians não vence (o Sport), estaria a três pontos da zona de rebaixamento. Ao mesmo tempo que sabíamos que, se vencêssemos o América, não mexeria tanto na tabela. Se a gente vencer o Vitória, já é diferente”, projeta.

Fonte: O Dia Online