Após perder por 1 a 0 para o Deportivo Quito, no jogo de ida da primeira fase da Libertadores, o Botafogo terá que se superar para avançar à fase de grupo da competição. E o passado recente do clube mostra que a missão está longe de ser impossível. O Alvinegro utiliza-se do exemplo da Sul-Americana de 2008, quando se encontrava na mesma situação contra o América de Cali, após revés com o mesmo resultado na Colômbia.

No dia 24 de setembro de 2008, Botafogo foi derrotado por 1 a 0 pelo América de Cali, na Colômbia. Na volta, no dia 1º de outubro, o Alvinegro teria que vencer por dois gols de diferença para avançar às quartas de final da Sul-Americana. E foi justamente o que aconteceu. Com bom público no Engenhão, o clube de General Severiano fez 3 a 1 no adversário – gols de Carlos Alberto e Wellington paulista (2) – e conquistou seu objetivo.

Para avançar à fase de grupos da Libertadores, o Botafogo terá que repetir o feito na próxima quarta-feira, quando o time receberá o Deportivo Quito, na partida de volta, no Maracanã. A torcida está animada e já comprou mais de 11 mil ingressos antecipadamente. E a animação para eliminar os equatorianos não se restringe às arquibancadas. Pelo contrário.

“Precisaremos ser corajosos e ofensivos no jogo de volta, mas sem deixar espaços atrás. Se tomar um gol teríamos, que fazer três. A primeira parte terminou hoje. Temos totais condições de classificar. Temos que ser organizados. Controlar a partida e criar mais situações de gols. Nosso passe final e finalizações serão mais precisos jogando em casa. Vejo com otimismo a possibilidade da classificação”, disse o técnico Eduardo Hungaro.

“Queríamos a vitória ou o empate, mas não deu. Temos totais condições de reverter no Maracanã. Tenho certeza que o torcedor vai comparecer e vamos nos classificar. Aqui [Quito] é muito difícil jogar. Muitas equipes boas vieram e tomaram goleada. Foi um placar que dá para reverter em casa”, completou o lateral esquerdo Julio Cesar, que teve atuação abaixo da média.

Botafogo e Deportivo Quito voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, no Maracanã. Para avançar, o Alvinegro terá que vencer por dois gols de diferença. Caso triunfe por 1 a 0, a vaga será decidida nos pênaltis. Quem avançar entrará no Grupo 3 da Libertadores, que já tem Cerro Porteño, Deportivo Cali e O’ Higgins.

Fonte: UOL