A diretoria do Botafogo não pretende comentar sobre a formação do elenco até que seja definido o nome do treinador que vai comandar o plantel em 2015. A ideia é que este profissional trabalhe firme na escolha dos jogadores, já pensando em um trabalho de longo prazo, tendo como prioridade a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com pouca receita para investir, o futuro treinador será avisado que vai precisar valorizar os jogadores revelados nas categorias de base do clube. Nomes como o goleiro Andrey, o zagueiro Matheus, o lateral Guilherme, o volante Gabriel e os meias Cidinho e Daniel serão usados de maneira mais constante. O atacante Maikon, contratado para reforçar a base, deverá ser aproveitado mais vezes também.

Além disso, os atletas que estão retornando de empréstimo passarão por numa criteriosa avaliação. A ideia é tentar aproveitar alguns dos nomes com contrato em vigor. Se encontram nesta situação o lateral-esquerdo Lima, que vem defendendo o Goiás, o zagueiro Mario Risso e o atacante Sassá, cedidos ao Náutico, o meia Jeferson Paulista, no Oeste, e o atacante Henrique, que vem defendendo o Bahia. Outro emprestado é o meia Octavio, que está na Fiorentina, da Itália, mas só retorna no meio do ano.

– Vamos precisar realmente montar um elenco com os pés no chão e aproveitar tudo o que pudermos em termos de evitar custos altos. Logicamente que não podemos abrir mão de qualidade – disse o presidente Carlos Eduardo Pereira. 12

Em termos de manutenção do elenco, a prioridade continua sendo a permanência do goleiro Jéfferson, que gostaria de trabalhar com um elenco competitivo para permanecer. O arqueiro defende a condição de titular da Seleção Brasileira, mesmo assim não vê problemas em permanecer em General Severiano para disputar a Série B do Brasileiro.

Outro jogador que deverá permanecer é o zagueiro André Bahia. Mesmo com contrato somente até o fim do ano, o jogador já havia assinado um carta de intenção com a diretoria antiga e os atuais dirigentes também enxergam o defensor com bons olhos, pois é profissional, experiente e joga sério. Além disso, seria a maneira de ter um bom zagueiro sem maiores investimentos.

Em relação ao novo treinador o elenco ainda espera por uma definiçã. Vagner Mancini não será procurado para renovar o vínculo. Argel Fucks, atualmente dirigindo o Figueirense, é o preferido de Carlos Eduardo Pereira, já foi sondado e sinalizou como positivo a possibilidade de defender o Glorioso. O treinador, porém, só vai aceitar conversar depois que terminar a participação do Figueira no Campeonato Brasileiro. Ele teria confidenciado a amigos que poderá trabalhar no Rio de Janeiro.

O salário que Argel recebe no Figueirense é compatível com o que o Botafogo pretende gastar com um profissional como técnico no próximo ano, porém, se o acerto não acontecer o foco passará a ser Guto Ferreira, que este ano conduziu o time da Ponte Preta a conquistar o acesso para a elite do futebol brasileiro. A Macaca terminou a Série B em segundo lugar.

Dentro de campo o elenco se reapresentou e começou a preparação para a despedida no Campeonato Brasileiro, no domingo, às 17h(de Brasília), contra o Atlético-MG no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Fonte: ESPN.com.br