Em pleno processo de enxugamento e rejuvenescimento de seu elenco, o Botafogo mira a contratação do atacante Felipe Vizeu, jogador formado nas categorias de base do rival Flamengo.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

Mais do que apenas um reforço para chegar e vestir a camisa 9, o jogador surge como uma espécie de símbolo de um novo Botafogo, que prepara a transição para virar clube-empresa e espera, ano após ano, ter mais potência para brigar por grandes nomes no mercado da bola. Aos 24 anos, Vizeu se encaixa no modelo de jogador imaginado para 2020 e seria o rosto desta retomada.

A negociação tem sido conduzida pessoalmente pelo ex-presidente Carlos Augusto Montenegro, um dos cardeais do futebol do Bota. Assim como seus pares, ele entende que o atleta tem as características desejadas, já que é jovem, tem ambições e espaço para crescimento. A ideia é ter uma base de jovens em 2020, ano considerado chave para o futuro alvinegro.

Dona dos direitos econômicos do jogador, a Udinese (ITA) acompanha as possibilidades de perto e não deve criar grandes obstáculos para o negócio. Além do interesse declarado dos alvinegros, Vizeu já foi assunto no Vasco e Athletico.

As saídas em General Severiano indicam que a possível chegada de Vizeu aponta para um modelo diferente de time. Rodrigo Pimpão e Leo Valencia já foram. Diego Souza e Cícero estão em vias de acertar suas rescisões, assim como Joel Carli.

O clube já acertou as contratações dos atacantes Pedro Raul e Alex Lecaros, do zagueiro Ruan Renato, do volante Thiaguinho e do lateral Guilherme Santos.

Vendido pelo Fla para os italianos, Vizeu não aprovou na Itália e foi emprestado ao Grêmio. No Tricolor gaúcho, não aprovou e foi atrapalhado por uma cirurgia no joelho.

Fonte: UOL