O sonho de ver o Botafogo na Série A é o maior combustível para um grupo de cinco “loucos” cruzar quase 900km até Criciúma de carro. Neste sábado, na cidade catarinense, o Glorioso enfrenta o time da casa, às 17h30, no Heriberto Hülse, com uma única missão: vencer. O triunfo garante o acesso e brinda o sacrifício de muitos torcedores.

O grupo formado por Gabriel Rodrigues, Luciano Mendes, Pedro Vinícius Abreu, Rodrigo Machado e Vinícius Avelar deixou o Rio na noite de ontem, às 19h, e programa a chegada a Criciúma para o início da tarde. Com idade entre 21 e 29 anos, os apaixonados juram fazer tudo pelo clube.

— Já viajamos pelo Botafogo outras vezes esse ano. Fomos a Belém, Belo Horizonte, Brasília e outras cidades. Não podíamos faltar a esse jogo — explica Rodrigo, de 26 anos, que trabalha como torneiro mecânico.

Torcedores em Cariacica, no Espírito Santo
Torcedores em Cariacica, no Espírito Santo Foto: Arquivo Pessoal

O quinteto faz parte da “Loucos pelo Botafogo”, grupo que se desdobra para apoiar o Alvinegro pelo país. A missão, porém, custa caro. A previsão é de gastos próximos a R$ 500 por “louco”. Em outras viagens, a dívida chegou a R$ 1 mil. Segundo Pedro Vinícius, de 23 anos, parte de seu auxílio desemprego bancou a aventura para Criciúma.

— Sempre procuro trabalhos que não atrapalhem o vício pelo Botafogo. Não fui demitido por causa do time, mas o auxílio vai bancar a viagem — confessou, aos risos.

Gabriel e Rodrigo em Belo Horizonte
Gabriel e Rodrigo em Belo Horizonte Foto: Arquivo Pessoal

Que a alegria para seguir o time do coração renda mais uma grande história aos amigos. Se tudo der certo, a história terminará na Série A.

Fonte: Extra Online