Com certeza o volante Caio Alexandre foi o jogador mais badalado das categorias de base do Botafogo em 2018. Nesta temporada, o atleta, que chegou ao Glorioso em 2014, aos 15 anos, após deixar o Fluminense, teve grande destaque. Foi eleito o melhor meio-campista da Copa do Brasil e do Campeonato Carioca Sub-20, foi convidado para treinar com a Seleção Brasileira principal e despertou o interesse do Corinthians. Em entrevista ao Esporte 24 Horas, a joia do Clube da Estrela Solitária fez uma análise do seu ano.

“A minha temporada de 2018 foi muito boa. Um ano incrível na minha vida, que aconteceram muitas coisas boas para mim. Pude fazer uma excelente Copa do Brasil Sub-20, um excelente Carioca Sub-20, onde fui eleito o melhor meio-campo das duas competições, destaque. E com projeções, que nos ajudam muito a crescer no futebol, sendo visto com outros olhos. Mas é o que eu sempre bato na tecla, de continuar trabalhando, continuar fazendo tudo isso que eu venho fazendo, mas sempre me renovando cada vez mais no dia a dia, para conseguir o meu espaço.”

Botafogo e Corinthians

Emprestado pelo Corinthians, Jean, por cláusula contratual, não poderia ir a campo na partida contra o time paulista. No entanto, o volante disputou o duelo vencido pelo Glorioso por 1 a 0. A oposição do Timão ficou irritada e o presidente Andrés Sanchez teve que dar explicações. O dirigente explicou que estava tentando a contratação de um jogador do clube carioca e para facilitar a negociação, liberou o atleta para a partida. Ao portal Uol, o cartola revelou se tratar de Caio Alexandre. Nesta quarta-feira, o jornal Lance! publicou que as negociações foram retomadas. No entanto, o jovem afirmou ao Esporte 24 Horas não saber de uma possível transferência.

“Acho que é muito mais boato. Soube muito disso pela imprensa. Não tem nada oficial nem extraoficial. Mas se tiver algo, eu fico feliz pelo interesse de um grande clube no meu futebol. E saber que estou no caminho certo, que trabalhando cada dia mais, a gente vai buscando alcançar o real objetivo que é se tornar um jogador profissional”, disse, completando que está muito feliz no Botafogo.

“Eu estou muito feliz no Botafogo. É um clube que me abriu as portas. Sou muito grato ao Botafogo por tudo. Sigo trabalhando dia a dia para conquistar os meus objetivos, trabalhando forte no Sub-20. Sou muito grato pelo Botafogo desde o momento que me recebeu, como me trata, como sou tratado no clube. Sou muito feliz aqui.”

O Glorioso vem aproveitando jogadores de sua base. Este ano, Igor Rabello, Saulo, Gustavo Bochecha e Matheus Fernandes são alguns exemplos. Caio Alexandre destacou a atenção do clube com os seus jovens atletas.

“Muitos meninos da base estão no profissional, estão tendo sucesso, alta performance, alto nível de futebol. Então é muito bom estar presente em um ambiente assim, que olha para a base, que olha para os meninos mais jovens. A rapaziada mais velha também, sempre que vamos treinar lá, nos ajudam e dão conselhos. Então, o Botafogo é um grande cenário para desenvolver um bom futebol e estar sempre presente na equipe profissional.”

Seleção Brasileira

Na fase de preparação da Seleção Brasileira visando a Copa do Mundo deste ano, Tite convidou alguns atletas que se destacaram nas categorias de base de seus clubes para treinarem com a equipe Canarinho na Granja Comary, em Teresópolis-RJ.

Caio Alexandre foi um deles. Em 2020, teremos as Olimpíadas de Tóquio. Atualmente com 19 anos, o volante terá idade para disputar a competição. O atleta comentou a experiência na equipe principal do Brasil e pontuou que primeiro pensa em fazer um bom trabalho no Botafogo, para depois pensar em uma vaga no time que tentará o bicampeonato olímpico.

“Fiquei muito feliz no dia que fui treinar na Granja (Comary) com a Seleção que disputou a Copa do Mundo de 2018. Sensação indescritível, um momento único na minha vida. Em relação à Olimpíada, acho que um passo de cada vez, a gente vai subindo degrau por degrau. Lógico que eu tenho o sonho de disputar uma Olimpíada, sim, com a camisa da Seleção. Mas primeiro eu quero pensar em desempenhar um bom trabalho aqui no Botafogo, passo a passo, que consequentemente as coisas vão acontecer. E um dia, se Deus quiser, eu poderei realizar esse sonho.”

2019

Na próxima temporada, quatro jogadores da base serão promovidos ao time profissional do Botafogo. São eles: o atacante Igor Cassio, o lateral-esquerdo Jonathan e volantes Wenderson e Rickson. Caio Alexandre acredita que está preparado para ser mais um cria do clube a subir para a equipe profissional.

“Creio que sim, ser mais um cria do clube a estar no time principal. Acho que aos poucos a gente vai conseguindo o nosso espaço. Trabalhando bastante e tendo sucesso aqui no Sub-20, com certeza o professor Zé (Ricardo) vai estar de olho na gente e, quem sabe, conseguir uma brecha na equipe profissional, que é um sonho. Jogar no Nilton Santos lotado, com a torcida maravilhosa que tem o Botafogo. E a gente vai em busca desse sonho aí.”

Por todo o destaque que teve em 2018, o jovem volante foi perguntado por qual motivo o Botafogo não o integrou nessa lista de atletas que serão promovidos. Paciente, Caio pontuou que tudo tem sua hora certa e a chance dele vai chegar.

“Acho que tudo tem o seu momento certo para acontecer, a hora certa. E fico muito feliz em ter um ano de 2018 muito bom. Sendo visto por muita gente, realizando um sonho, que foi treinar na Seleção Brasileira, com grandes jogadores, ter o interesse de um grande clube no meu futebol. E acho que na hora certa as coisas vão acontecer na minha vida, mas feliz demais por estar vivendo esse momento e é daí para melhor.”

Por fim, a joia alvinegra projetou um 2019 de muito trabalho, crescimento individual e coletivo, títulos e sucesso.

“Minha projeção para 2019 é um ano de muito sucesso. Um ano em que eu possa trabalhar bastante, conquistar títulos, crescer individualmente e coletivamente. E ajudar o Botafogo a estar sempre buscando títulos, estar sempre em finais. Desempenhar um bom papel individualmente, também, que eu acho que nos ajuda muito para ter um grande sucesso no ano”, encerrou.

Fonte: Esporte 24 Horas