Coluna: clubes que não atuarem com titulares podem perder cota de TV no Carioca

30 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Rubens Lopes na sede da Ferj na apresentação do Campeonato Carioca de 2021
Twitter/Campeonato Carioca

O ano de 2021 será atípico por conta do calendário apertado no futebol brasileiro, decorrente da pandemia do coronavírus. No dia 24 de fevereiro, o Brasileirão termina, e o arbitral feito pela Ferj em 28 de dezembro definiu que, três dias depois, a fase classificatória, já com os quatro grandes do Rio, terá início. Os atletas, na teoria, não teriam descanso entre uma temporada e outra.

Internamente, nos clubes, há um pensamento de dar pelo menos 10 dias de férias aos profissionais e começar a competição com garotos da base. Isso pode dar confusão. No arbitral, ficou decidido que os clubes que não atuarem com seus titulares sem motivo claro vão perder a cota de TV do Cariocão.

No momento, nenhum veículo de comunicação assinou contrato com a Ferj para a transmissão da competição. Mas a medida visa não desvalorizar o campeonato sem os principais jogadores.

O certo seria entrar em um acordo para os atletas respirarem nesses 10 dias, mas que isso pode dar o que falar, pode…

Fonte: Coluna do Edilson Silva - Em Grande Fase - O Dia

Notícias relacionadas