Com ‘filme queimado’ após protestos, Bolívar não será procurado para renovar

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Também com contrato até o fim do ano, o zagueiro Bolívar não será procurado para uma renovação, já que ficou queimado com os dirigentes por ser um dos líderes do movimento de protesto dos jogadores contra os atrasos salariais. O defensor chegou a ser dispensado e teria o contrato rescindido, mas o clube recuou atendendo a um pedido dos atletas.

Notícias relacionadas