Contra o Náutico, Seedorf retorna à Arena onde marcou o primeiro gol em clássicos

Compartilhe:

Há três meses, o Botafogo levou o clássico contra o Fluminense, válido pela sexta rodada, para a Itaipava Arena Pernambuco. Lá, para um público de pouco mais de sete mil pessoas, Seedorf – que vivia grande fase -, foi um dos destaques do time alvinegro e brilhou ao marcar o gol da vitória por 1 a 0, que colocou os alvinegros na liderança da competição àquela altura.

O gol do camisa 10 saiu aos 39 minutos do segundo tempo, em um chute de fora da área. O goleiro Diego Cavalieri falhou no lance, que foi o primeiro tento de Seedorf anotado em um clássico contra os times cariocas.

Era a sexta rodada do Campeonato Brasileiro e a primeira após o retorno às atividades depois da paralisação para a disputa da Copa das Confederações. Ao contrário do que aconteceu na ultima partida no Maracanã, contra o Grêmio, no qual o Botafogo foi derrotado e o holandês chegou a ser vaiado, na Arena de Pernambuco, como o craque que é, Seedorf deixou o campo aos 46 minutos do segundo tempo, com o gol, vitória e liderança garantida, ele deixou o campo sob aplausos.

POLÊMICA AO FIM DO JOGO

No clássico, o Fluminense ainda contava com Deco no seu meio-campo. Ao fim do jogo, Seedorf e ele trocaram camisas e o holandês do Botafogo, para a surpresa de muitos, vestiu a camisa do rival. À beira do campo, concedeu entrevistas com a peça tricolor, revoltando alguns e gerando muita polêmica sobre o seu ato. No fim, tudo ficou resolvido, apesar das reclamações até dos patrocinadores alvinegros.

ENQUANTO SEEDORF BRILHAVA, VITINHO ESTAVA EM ASCENSÃO

Em Pernambuco, Vitinho, que na sequência se tornaria uma das grandes estrelas não só do Botafogo, mas também do campeonato, fez a sua segunda partida como titular do time. Fellype Gabriel havia sido vendido e o jovem, que logo se transferiria para o CSKA Moscou, teve trabalho para ajudar na marcação do lateral-direito Bruno.

Logo mais à noite, às 21h50, 21 rodadas depois, Seedorf volta à Arena de Pernambuco, desta vez contra um Náutico, precisando voltar a brilhar e também ajudar a reconduzir o Botafogo às vitórias. No primeiro turno, ele provou que pela sua categoria, enquanto o juiz não apitar o fim do jogo, tudo pode acontecer.

Fonte: Lancenet!

Comentários