Com Moisés lesionado, Gilson se tornou titular da lateral-esquerda do Botafogo. E logo que assumiu a posição, conseguiu aparecer em momentos importantes com a camisa do Fogão, como na conquista do título do Campeonato Carioca.

Na final do Carioca, Gilson bateu uma das penalidades que ajudaram na conquista do Carioca por parte do Glorioso. Já nesta semana, na Copa Sul-Americana, o lateral teve participação no gol marcado por Rodrigo Pimpão contra o Audax Italiano.

“Infelizmente, voltei ao time devido a uma situação chata, que é a lesão do Moisés. Mas isso acontece no futebol. Confesso que entrei sem ritmo, pois ainda não tinha atuado com o Alberto Valentim. Depois, vieram as cobranças de pênalti e me coloquei à disposição, Converti as três no mesmo canto no dia anterior e repeti isso no jogo. Quero aproveitar e mostrar que tenho qualidade para brigar para ser titular”, disse Gilson ao Globoesporte.com.

Gilson quer aproveitar a chance de poder ganhar sequência no time do Botafogo (Moisés ficará fora por até três semanas). E assim repetir 2017, quando conseguiu participar de 44 partidas com a camisa alvinegra.

“Ano passado não fui titular absoluto, mas tive várias participações. Acho que dei até cinco assistências. Procuro sempre evoluir, ficar próximo à área para ter mais tranquilidade para achar um companheiro livre. Na verdade, fico mais feliz com uma assistência do que marcando gol. Espero seguir ajudando ao Botafogo”, afirmou.

Fonte: Torcedores.com e Globoesporte.com