O Botafogo fez queixa-crime contra o ex-presidente Maurício Assumpção e a Odebrecht por conta de um empréstimo mal explicado entre 2013 e 2014.

O valor original, R$ 20 milhões, saltou para R$ 35 milhões e surpreendeu a gestão atual, que diz ter procurado a empresa para resolver a pendência em 2015, quando teria ouvido um “deixa pra lá”.

A diretoria alvinegra confiou na construtora e agora tem R$ 15 milhões a mais de débito para debater.

Fonte: UOL