Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Desempenho evolui e Botafogo ganha moral antes da Copa do Brasil

25 comentários

Compartilhe

Warley e Matheus Babi em Botafogo x Resende | Campeonato Carioca 2021
Vítor Silva/Botafogo

Bem-vindo, 2021! O Botafogo fez a “estreia” – no sentido de desempenho satisfatório – na temporada na vitória por 3 a 0 sobre o Resende, neste domingo, pela 2ª rodada do Campeonato Carioca, no Estádio Nilton Santos. Mais do que o resultado positivo, a partida servirá para potencializar o sistema coletivo do Alvinegro antes do primeiro grande compromisso da época.

O Glorioso estreará na Copa do Brasil na próxima quarta-feira diante do Moto Club no Estádio Castelão, no Maranhão. Em formato eliminatório, o duelo será em jogo único, com o Botafogo tendo a vantagem do empate. A moral, é claro, chega elevada após uma vitória por um placar elevado.

Em relação ao duelo diante do Boavista, na 1ª rodada do Carioca, o Botafogo evoluiu ao potencializar a eficiência nas chances de perigo que teve. O clube de General Severiano não dominou a posse, mas não demorava para chegar ao gol adversário quando tinha a bola, sendo um perigo principalmente pelos lados do campo.

Neste sentido, Warley e Ronald – no primeiro tempo, substituído por Ênio no intervalo – foram fundamentais para a construção de jogo do Alvinegro. Com laterais ainda tímidos no apoio, o sistema ofensivo era meramente baseado nas corridas em profundidade dos pontas. O Botafogo teve uma evolução considerável nas transições em velocidade.

Um fator que ajudou neste sentido foi a entrada de Pedro Castro. O meio-campista fez a estreia no Botafogo atuando como segundo volante e foi o responsável por ligar a área central do gramado com o setor ofensivo, sendo o cérebro da equipe. Com a bola girando mais, o Alvinegro, consequentemente, apresentou mais jogadas de perigo.

Com um time mais fluido com a bola no pé, o Botafogo chegou à meta rival com mais velocidade. O placar, inclusive, poderia ter sido mais elástico. O desempenho coletivo dos comandados de Marcelo Chamusca ter evoluído, vale ressaltar, é a melhor notícia que o Alvinegro pôde ter recebido antes de uma partida pela Copa do Brasil.

Fonte: Terra

Comentários