Sem Gatito Fernández, a responsabilidade no gol do Botafogo será de Diego Cavalieri. O arqueiro de 36 anos voltará a ter uma sequência seguida de jogos desde que deixou o Fluminense, em dezembro de 2017. Nesta terça-feira, ele afirmou, em entrevista coletiva realizada no Estádio Nilton Santos, sobre essa nova chance. O atleta será titular contra a Portuguesa, na próxima quinta-feira, e diante do Americano, no domingo.

– Encaro com naturalidade. É um longo tempo, passei por isso ano passado de ficar parado. Queria voltar, atuar. Tive a chance de voltar para um grande clube e estou muito feliz. Tudo isso motiva a ter uma sequência, poder jogar dois jogos seguidos. Por tudo que passei foi um aprendizado, estou me dedicando. Todos estão me ajudando nesse processo e sei da responsabilidade que é entrar em campo – afirmou.A presença de Diego Cavalieiri no elenco do Botafogo se dá justamente por ser uma opção experiente para Gatito Fernández, constantemente convocado para a seleção do Paraguai. O brasileiro encara a chance no time com naturalidade.

– É sempre bom, ainda mais para quem vem de um longo tempo sem jogar. E numa situação boa, com a convocação do Gatito. É ter a cabeça no lugar, ficar tranquilo, preparado. Demonstrar uma boa performance, precisamos da vitória. As questões vão evoluindo. Claro que hoje me encontro em uma condição melhor do que quando me apresentei – comentou.

Por conta da condição irregular na Taça Rio, o Botafogo, dependendo de outros resultados, pode entrar no gramado do Nilton Santos eliminado. Apesar disso, Diego Cavalieri enxerga evolução na equipe desde o começo da temporada.

– Temos uma dificuldade natural que foi o processo que o clube sofreu de reformulação do elenco. Não esperávamos tanta dificuldade como tivemos no começo. Mas a equipe vem evoluindo, vem encaixando. Isso nos dá tranquilidade, estamos no caminho certo. Queremos estar na fase final do Carioca. Se não vier a acontecer, vamos ter mais tempo para trabalhar. Temos que procurar sempre evoluir – completou.

Fonte: Terra