Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Dirigente do Flamengo considera ‘ruim para futebol carioca’ Botafogo e Vasco na Série B: ‘Mas podem voltar fortes’

25 comentários

Compartilhe

Dirigente do Flamengo considera ‘ruim para futebol carioca’ Botafogo e Vasco na Série B: ‘Mas podem voltar fortes’
Vitor Silva/Botafogo

Em entrevista à revista VEJA, o vice de comunicação e marketing do Flamengo, Gustavo Oliveira, explicou o rompimento de contrato com a TV Globo no Campeonato Carioca, e a consequente assinatura com a TV Record para exibição dos jogos em televisão aberta.

Oliveira garantiu não ter rusgas com a emissora carioca, mas detalhou que a Globo queria pagar ao Fla o mesmo que dava aos outros grandes pelo Estadual, apesar do Rubro-Negro render melhores audiências.

“A Globo é a maior parceira do futebol brasileiro e também do Flamengo, apesar de termos um grau de dependência menor do que outros times, pois ampliamos nossas fontes de renda. Temos ótimo relacionamento com a Globo, um contrato excelente com eles para o Brasileirão, vigente até 2024. O que acontece é que ano passado, tivemos uma decisão estratégica de valorizar nosso conteúdo e, no caso do Campeonato Carioca, o Flamengo representava 70% do pay-per-view, dava o dobro de audiência, mas recebia o mesmo que os outros clubes grandes”, afirmou.

“Achávamos que merecíamos receber mais, a Globo não concordou e tudo bem, o contrato não foi renovado. Buscamos então outras alternativas como a FlaTV, conseguimos alguma receita, que evidentemente não igualou os R$ 18 milhões, mas serviu de aprendizado nesta valorização de conteúdo e o movimento foi crescendo, inclusive em outros clubes”, admitiu.

O vice ressaltou que o cenário ideal para os clubes brasileiros seria um em que houvesse “briga” de diversos players e meios (como TV aberta, TV fechada, pay-per-view e streaming via web) disputando os direitos de transmissão e fazendo parcerias, assim como acontece na NFL, a liga de futebol americano dos Estados Unidos.

“As coisas estão mudando com muita rapidez, é difícil prever (o cenário futuro). O que eu gostaria: que houvesse grandes players disputando o conteúdo do futebol brasileiro. A NFL está muito valorizada porque tem muita gente disputando: Facebook, Amazon, as emissoras de TV aberta e fechada, todo mundo brigando por aquele conteúdo”, exemplificou.

Por fim, Oliveira ressaltou que é ruim para o Fla que dois de seus maiores rivais, o Vasco e o Botafogo, vivem péssimo momento tanto dentro quanto fora de campo, já que isso desvalorizou o Campeonato Carioca e o futebol do Rio de Janeiro em geral.

O dirigente rubro-negro, inclusive, desejou que a dupla deixe logo a Série B e volte forte ao cenário nacional.

“Claro que gostaríamos que nossos coirmãos estivessem em uma situação melhor. Mas é preciso lembrar que em 2013 o Flamengo devia R$ 750 milhões e fez um dever de casa duro. Muita gente sacaneava nosso time. A estratégia era ficar alguns anos sem ganhar nada para colher os frutos na frente. Ainda ganhamos uma Copa do Brasil, que foi ótimo”, lembrou.

“Claro que o cenário de pandemia torna tudo mais difícil, mas acho que esse é o caminho. Agora, é claro que é ruim para todo o futebol carioca ver o Vasco e o Botafogo na Série B. Mas são clubes muito grandes e tenho certeza que têm condições de voltar fortes”, finalizou.

Fonte: ESPN Brasil e Veja

Comentários