Edilson e Elias recebem as melhores notas; Lauro é eleito o melhor em campo no ‘GE’

Compartilhe:

Header Botafogo (Foto: Infoesporte)

JEFFERSON – GOLEIRO
Quase não teve trabalho durante o jogo, defendendo chutes fracos de fora da área. No gol anulado, nada pôde fazer após Valdomiro subir sozinho.
Nota: 6,0

EDÍLSON – LATERAL-DIREITO
Assumiu a responsabilidade pelas cobranças de faltas de longa distância. Arriscou cinco vezes ao gol de Lauro, obrigando uma boa defesa do goleiro da Lusa em uma das ocasiões.
Nota: 6,5

BOLÍVAR – ZAGUEIRO
Bem mais seguro do que o seu companheiro de zaga. Fez um bom número de desarmes em todo o jogo: sete.
Nota: 6,0

DÓRIA – ZAGUEIRO
Parecia bastante confuso no primeiro tempo. Em um lance bizarro, tentou recuar para Jefferson, de cabeça, uma bola que estava no chão e quase colocou o Bota em perigo. Apareceu bem no ataque, no fim, quando finalizou bem e obrigou Lauro a fazer uma excelente defesa.
Nota: 5,5

JULIO CESAR – LATERAL-ESQUERDO
Apareceu menos no ataque, talvez por estar atento às subidas de Luis Ricardo pelo seu lado. Errou poucos passes e foi quem mais bolas roubou pelo lado alvinegro.
Nota: 6,0

MARCELO MATTOS – VOLANTE
Não estava em um bom dia. Errou muitos passes – sete -, e ainda tomou um cartão amarelo por uma falta desnecessária, logo aos 14 minutos de jogo. No gol mal anulado da Portuguesa, era o volante quem dava condições para Valdomiro.
Nota: 4,5

GABRIEL – VOLANTE
Não comprometeu, mas errou muitos passes e fez algumas faltas desnecessárias no meio-campo.
Nota: 5,5

HYURI – MEIA
Levou perigo em uma boa finalização no primeiro tempo, mas mostrou-se afoito em algumas oportunidades. Desperdiçou uma boa chance dentro da área e foi precipitado em outro lance, quando tentou chutar de longe e não viu Elias passar sozinho. Saiu com cãibras no segundo tempo.
Nota: 5,5

OCTÁVIO – MEIA
Substituiu Hyuri e entrou querendo jogo. Caiu pelo lado direito e apareceu bem no pouco tempo que teve em campo.
Nota: 6,0

SEEDORF – MEIA
Tentou algumas bolas enfiadas e levantamentos, mas não produziu nada além disso. Não alcançou a bola em boa oportunidade que teve na cara de Lauro e ainda cometeu falta perigosa ao errar um domínio simples na frente da área no primeiro tempo. Na segunda etapa, esteve sumido.
Nota: 5,0

RAFAEL MARQUES – ATACANTE
Caiu pelo lado esquerdo do campo de ataque, buscando jogo. Foi bem no primeiro tempo, mas caiu muito de produção no segundo. Ainda ajudou a defesa em boa oportunidade da Lusa, mas foi substituído no fim do jogo.
Nota: 6,0

HENRIQUE – ATACANTE
Substituiu Rafael Marques, mas não mostrou a mesma mobilidade que o camisa 20. Em sua única oportunidade, apareceu em posição de impedimento.
Nota: 5,5

ELIAS – ATACANTE
Foi quem mais esteve perto de marcar pelo Botafogo. Brigou por bolas dentro da área e quase fez um golaço de bicicleta aos 26 minutos de jogo. Quase abriu o placar em duas chances seguidas no segundo tempo, e teve de sair após sentir contusão.
Nota: 6,5

BRUNO MENDES – ATACANTE
Entrou aos 28 da segunda etapa no lugar de Elias e não teve muitas chances.
Nota: 6,0

Header PORTUGUESA (Foto: Infoesporte)

LAURO – GOLEIRO
Espalmou uma bola perigosa para o meio da área, após falta cobrada por Edílson e deu sorte que o rebote não foi aproveitado por Elias, mas foi muito bem quando preciso e salvou a Lusa em cinco defesas difíceis.
Nota: 7,5

LUIS RICARDO – LATERAL-DIREITO
Amarelado por reclamação logo nos primeiros minutos, teve de redobrar a atenção na marcação. Não apareceu muito na frente como de costume.
Nota: 5,5

LIMA – ZAGUEIRO
O melhor jogador de linha no sistema defensivo da Portuguesa. Atento às chegadas do Bota, foi muito bem nos desarmes: oito no total.
Nota: 6,5

VALDOMIRO – ZAGUEIRO
Bem no jogo aéreo ao marcar o gol anulado, não mostrou segurança na defesa. Tomou cartão amarelo aos 33 do segundo tempo após parar jogada do Bota colocando a mão na bola. Foi quem mais cometeu faltas em toda a partida: cinco.
Nota: 5,0

BRYAN – LATERAL-ESQUERDO
Logo no começo, foi acionado por duas vezes, mas sumiu ofensivamente na primeira etapa. No segundo tempo, porém, quase fez um golaço de trivela, batendo de fora.
Nota: 6,0

WILLIAN ARÃO – VOLANTE
Jogador de meio-campo mais recuado, foi bem na contenção de jogadas pelo meio. Cumpriu bem seu papel.
Nota: 6,0

BRUNO HENRIQUE – VOLANTE
Sumido no meio-campo, pouco ajudou na armação e na contenção de jogadas.
Nota: 5,0

MOISÉS – MEIA
Apareceu mais na frente do que Bruno Henrique, arriscando de fora da área em algumas oportunidades. Foi quem roubou mais bolas em todo o jogo: seis.
Nota: 6,5

CORRÊA – VOLANTE
Entrou no lugar de Moisés, no fim, e pouco teve tempo de fazer algo.
Sem nota

SOUZA – MEIA
Dono das bolas paradas da Lusa, colocou na cabeça de Valdomiro no gol anulado, mas poucas oportunidade criou com a bola rolando. Saiu no começo do segundo tempo após sentir dores.
Nota: 6,0

CARLOS ALBERTO – MEIA
Entrou no lugar de Souza e não acrescentou nada ao meio-campo da equipe visitante.
Nota: 5,5

DIOGO – ATACANTE
Jogador de frente mais caçado pela zaga botafoguense, sofreu cinco faltas e tomou um cartão amarelo bobo depois de entrar de carrinho em Julio Cesar, no fim do primeiro tempo. Muito tentou, mas pouco conseguiu fazer no campo de ataque.
Nota: 6,0

HENRIQUE – ATACANTE
Entrou no lugar de Diogo e em seu primeiro toque na bola já teve chance para finalizar. De pé esquerdo, porém, jogou longe do gol. Pouco acrescentou no fim.
Nota: 5,5

GILBERTO – ATACANTE
Isolado e marcado, não recebeu boas bolas no primeiro tempo. Logo no início do segundo, arriscou de longe e assustou. Foi mais acionado nos 45 minutos finais, mas acabou expulso por reclamação, mesmo sem ter tomado cartão amarelo antes.
Nota: 4,5



Fonte: Globoesporte.com
Comentários