Desde que chegou ao Botafogo, no final de agosto, o atacante Erik vem sendo peça fundamental no time. Exemplo recente foi o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, domingo, no Estádio Nilton Santos. Até o momento foram 15 jogos com a camisa alvinegra e três tentos anotados. Após se destacar no Goiás, ser campeão brasileiro pelo Palmeiras, depois ser emprestado ao Atlético Mineiro, o atacante recuperou seu bom futebol no Glorioso. O atleta destacou que a sequência e a volta da confiança foram fundamentais para isto.

“Eu acredito muito no dia a dia de trabalho. Mas sequência, quando você recebe e aproveita, naturalmente vem a confiança. Eu retomei aquela confiança. Vontade de me divertir dentro de campo eu sempre tive. Aqui fui recebido de uma forma muito especial. Cheguei com um grande desafio contra o Sport, uma vitória que vou sempre carregar na minha cabeça pelo momento difícil que vivíamos. Essa tranquilidade está chegando, temos feito grandes jogos nessas últimas rodadas”, declarou.

Libertadores

Com as quatro vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro, o Botafogo passou de ameaçado ao rebaixamento para candidato a uma vaga na pré-Libertadores. A diferença para o Atlético-MG, time que abre o G6, é de seis pontos. Em 2016, o Glorioso, com uma arrancada no Brasileirão, conseguiu se classificar para a competição internacional do ano seguinte. Questionado se o Alvinegro carioca pode repetir o feito agora em 2018, Erik pontuou que este objetivo não depende apenas da própria equipe.

“Lembranças boas são sempre bem vindas, até porque estamos vivendo um grande momento. Mas o futebol, ao mesmo tempo que te dá confiança, te dá alegria, vêm momentos difíceis. Tem que estar sempre preparado. Nosso foco principal é jogo a jogo. Temos objetivos a serem alcançados, mas muitos não dependem só da gente. Vamos continuar dando o nosso melhor, isso é algo que procurei desde que cheguei, de não deixar nenhuma partida sem estar extremamente cansado”, disse.

2019

Emprestado pelo Palmeiras, Erik tem contrato com o Botafogo até o final desta temporada. Perguntado se permanece no clube em 2019, o atacante desconversou.

“Nesse momento, meu foco principal é deixar meu melhor a cada jogo, viver intensamente cada partida, cada dia no clube. É algo que não depende só de mim. Foco total na partida contra o Santos”, concluiu.

Fonte: Esporte 24 Horas